terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

Entreviatando Um Maçon


Convidado:Nélio Bessant
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10690030492915367848

Nadilson
04/10/06
Saudações amigo Nélio e muito grato por se dispor a esta entrevista.
Certa vez ouvi dizer que a maçonaria começou com Cristo, daí seu grau máximo, 33, não ser apenas uma coincidência com a idade de sua morte. Isto é lenda? Como e por que começou a maçonaria?

Anônimo
04/10/06
Qual é o famoso sinal que vocês usam pra reconhecer outros maçons só de olhar?


Gula-
04/10/06
A finalidade da maçonaria é o domínio da sociedade,impondo assim seus ideais?

Ponderador
04/10/06
Marcos e Amigos,
Todos nós sabemos existirem procedimentos que caracterizam esta e outras sociedades secretas(ou discretas) não acessíveis à não iniciados. Assim é mais que natural não obtermos estas respostas fazendo com que sejam desnecessarias as perguntas. A decisão é do entrevistado mas a compreensão é nossa. Um abraço.

+Zyck+
04/10/06
Qual é o objetivo central da Maçonaria?

€ŁΛ¥ŦØИ
05/10/06
Quem pode e quem não pode?
Como vocês decidem quem merece fazer parte do "clube do bolinha"?
Que tipo de perfil é desejavel para que um individuo ingresse na sua organização?

Maga
05/10/06
Ao entrevistado...
Qual a principal diferença entre o Rosacrucianismo e a Maçonária???
Existe alguma possibilidade da Maçonaria aceitar pessoas do sexo-feminino no processo iniciático??
Saudações de Paz Profunda!

BessanT
05/10/06
Nadilson: as origens das Maçonaria são imprecisas. Entretanto, pode-se afirmar com plena certeza que, nos moldes como conhecemos a Maçonaria nos dias de hoje, ela surgiu em Londres, com a fundação da Grande Loja, pelo reverendo James Anderson, no ano de 1717. Seus objetivos centrais são o aperfeiçoamento intelectual e moral do Homem, com vistas ao melhoramento da Humanidade como um todo. Quanto ao fato de existirem 33 graus, não há correlação com a suposta idade de Jesus. Aliás, existem Potências que não passam de 13 graus.

BessanT
05/10/06
Marco: não existe UM sinal de reconhecimento. São vários e são de exclusivo conhecimento dos Maçons.

BessanT
05/10/06
Gula: a Maçonaria nunca pretendeu, pretende ou pretenderá dominar o mundo ou coisa alguma. Antes, pelo contrário, ela prega a Liberdade individual como fim. Pretende, isto sim, pelo exemplo de pautar dos seus membros, servir de referencial para o aperfeiçoamento moral do Homem.

BessanT
05/10/06
Zyck: creio já ter respondido acima qual o objetivo central da Maçonaria.

BessanT
05/10/06
Clayton: o processo de seleção e admissão de um novo membro é semelhante ao de um clube de serviços, como Lions ou Rotary. Existem algumas exigências que são fundamentais: crer em um Ente Supremo (não importando que nome se dê a Ele), ser maior de idade, hígido, do sexo masculino, de conduta ilibada, ter condições financeiras que permitam fazer face a despesas resultantes de sua associação (desde que tal não prejudique, financeiramente, a si e aos seus), etc, etc, etc.
Necessário se faz esclarecer que existe a necessidade básica de ter sido convidado (apresentado) por dois Mestres Maçons que conheçam o candidato.

BessanT
05/10/06
Maga: O Rosacrucismo (ou Rosacrucianismo) é uma sociedade iniciática (assim como a Maçonaria). Dentre os Graus Maçônicos, existe o de Cavaleiro Rosa + Cruz. São apenas estas as semelhanças.
Quanto à participação na Mulher na Maçonaria como Iniciada, existem Potências que admitem. Entretanto, a Maçonaria dita "regular", da qual eu faço parte, não aceita a iniciação de mulheres. Reserva para elas, outras missões paralelas à Maçonaria que, sem as excluir, fazem delas (mulheres), partícipes da maior importância para as obras maçônicas.

Cristiano
05/10/06
.

Pergunta: Ateus não podem ser maçons, não é? Por quê? Não seria preconceito?

.

Anônimo
05/10/06
ela prega a Liberdade individual como fim

É a mesma filosofia dos libertários (anarco-capitalistas)?
Aqueles que pregam intervenção mínima do Estado na vida das pessoas, restringindo-o apenas à segurança, à Justiça, etc, e não aceita que o Estado regule a economia, etc?
BessanT
05/10/06
Cristiano: um dos principais requisitos, se não o principal, para que se possa ser admitido no seio da Maçonaria, é que se cultive a crença em um Ser Supremo, um Ente Criador, não importando como se lhe denominemos. Logo, não aceitar a admissão de um ateu, antes de vir a ser um preconceito, é uma questão de bom senso e coerência.

BessanT
05/10/06
Marco: o Maçom tem por obrigação ser patriota e obedecer às Leis do Estado em que a providência o colocou. Assim sendo, o dístico "Liberdade" da tríade "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" não tem qualquer relação com a filosofia que norteia o Anarquismo/Capitalismo. É dever do Estado, com vistas a um fraterno convívio dos Homens, balizar a conduta do cidadão, tomando por base tudo que é justo. É dever do cidadão obedecer as Leis que o Estado se lhe apresenta. Caso não concorde com tais leis, antes de afrontá-las, cabe ao Maçom (ou a todo e qualquer cidadão) tudo fazer, de modo legal, para que se mude a Lei.

Cristiano
05/10/06
.

Logo, não aceitar a admissão de um ateu, antes de vir a ser um preconceito, é uma questão de bom senso e coerência.

Questão de bom senso? Pára né. Bom senso desprezar alguém por causa de sua crença ou descrença em um "ser superior"? Não, isso tem outro nome...

.

BessanT
05/10/06
Cristiano, veja a questão pela seguinte ótica: numa reunião dos "Gaviões da Fiel" seria de bom senso admitir a presença de um torcedor da "Mancha Verde" ? As idéias e os ideais são completamente opostos. O convívio não seria nem um pouco salutar. Não há nisso nenhum preconceito, repito, apenas bom senso. Espero ter sido claro.

Cristiano
05/10/06
.

Bem, pois segundo você, os objetivos da maçonaria são "o aperfeiçoamento intelectual e moral do Homem, com vistas ao melhoramento da Humanidade como um todo".

Maçonaria por acaso é religião? Imagino que não, né? Então por que impedir a entrada de ateus? Acham por acaso que eles não são capazes de se aperfeiçoarem intelectualmente, ou melhorar a humanidade como um todo?

.

Cristiano
05/10/06
.

Você diz que o convívio não seria salutar, mas aceitam cristãos, judeus, budistas, qualquer um independentemente de crenças.

Você diz que os ateus não são capazes de ter um convívio salutar com os crentes?

Isso não é preconceito?

.

Cristiano
05/10/06
.

Existem idéias mais opostas que entre cristãos, judeus e islâmicos? Mas nenhum deles seriam proibidos de entrar juntos numa loja maçônica. Aliás, se fossem impedidos, não seria preconceito? Por que com ateus é difernte?

.

RIcardinhO
05/10/06
<<>>
a crença surgiu para acalentar o homem de um mundo assustador.

Carla
05/10/06
Boa tarde
Pq só pessoas com boas condições financeiras podem fazer parte?

Obrigada!

BessanT
05/10/06
Cristiano: é exigência BÁSICA que se acredite num poder criador, para se possa fazer parte da Maçonaria. O Ateu não tem essa crença mínima, portanto, fere o princípio, a regra básica. Outra coisa: crer em um Deus, qualquer que seja Ele, não implica em professar uma religião, qualquer que seja ela. E, tem só mais uma coisinha: eu imaginei que você quisesse saber a posição da Maçonaria, ou pelo menos, de um Maçom. Mas vejo que me enganei. Você tem sua opinião própria e eu não pretendo mudá-la ou subvertê-la. Agora que já definimos nossas posições, podemos continuar de maneira fraterna, sem querer impor nossas opiniões, correto ?

BessanT
05/10/06
Carla: os participantes de qualquer sociedade assumem deveres pecuniários. A Maçonaria não foge à regra. Existem custos financeiros. Entretanto, não são apenas pessoas ricas que podem vir a participar. Eu, particularmente, sou um mero comerciante que vive contornando as crises financeiras que a atual situação do país nos impõe. Não sou, nunca fui, e por certo, não virei a ser rico. Mas, me orgulho muito de ser maçom.

Alexandre
05/10/06
Nélio
Você há de convir que reina um certo obscurantismo em relação à maçonaria, seja por iniciativa da comunidade, pela mídia, ou pelo desconhecimento público. Eu tenho amigos maçons e, ainda que seja ateu, convivemos cordialmente, mas algumas coisas me são negadas conhecer.
Aliás, a questão de definir barreiras quanto à presença de pessoas que não corroboram suas opiniões é elementar e não há porque discutir isso. Como ateu, vejo que não participaria de uma reunião de grupo jovem católico, ou de conselhos eclesiásticos, pois não me interesso pelos assuntos ali discutidos. O único ponto discordante é que nesses outros lugares não há proibições.
Mas quero voltar ao ponto inicial: você descreveu os objetivos da maçonaria, mas eu quero ir mais longe. Qual a necessidade da maçonaria na comunidade e porque os "segredos", se é uma comunidade voltada para interesses tão idôneos? As coisas não podem ser às claras? Fique à vontade se não quiser responder, meu caro.

+Zyck+
05/10/06
Uma pergunta meio boba....
Num "encontro" ou "reunião" nao sei qual seria o termo mais correto de usar, mas enfim, digamos "encontro de maçons", o que é discutido e o que realmente é feito, pelos praticantes da maçonaria?

Jessé
05/10/06
Bem...
Creio que a dúvida do Cristiano, que também é uma dúvida minha, não foi esclarecida.

Então, mudarei a pergunta: por que vocês consideram essencial a crença em um ente superior para a participação na maçonaria? Vocês dizem defender a liberdade intelectual, civil e religiosa; então por que esse "filtro"?

BessanT
05/10/06
Alexandre, o fato de as coisas não serem feitas às claras (como você diz), é simples: os assuntos tratados numa reunião maçônica dizem respeito à Maçonaria. Os "segredos" - aqueles que todos querem saber quais são, basicamente se resumem em umas poucas tradições que fazemos questão de que continuem veladas aos não iniciados. Por certo este é o ponto chave de tanta discussão. Resumidamente é o seguinte: qualquer pessoa pode participar, digamos, de uma reunião da CNBB ? A resposta, pasme, é SIM. Para tanto, basta apenas que essa pessoa seja ordenada padre da Igreja Católica Apostólica Romana. A seguir, seja nomeado bispo pelo Papa. Pronto ! Ele já pode participar da CNBB. Na Maçonaria é a mesma coisa. Ah, obrigado pela compreensão quanto a questão do Homem ateu ! Fraternais saudações.

BessanT
05/10/06
Zyck: uma reunião maçônica, assim como de um clube de serviços, segue normas pré-estabelecidas. É aberta de forma ritualística, lê-se, discute-se e aprova-se a ata da reunião anterior, é dada ciência do expediente burocrático existente, passa-se a um tempo destinado a estudos filosóficos, arrecadam-se óbulos usados na benemerência, libera-se a palavra a quem tenha qualquer comunicado que julgue importante, e, UFA, encerra-se a reunião. Após, normalmente os Irmãos Maçons saem prá um jantar ou lanche. Ah, por mais que alguns jurem de pés juntos que isso acontece, não, nós não comemos criancinhas, não praticamos rituais satânicos, não fazemos bruxarias, não temos poderes especiais. Enfim, somos pessoas normais. Tão normais como quaisquer outras. Fraterno abraço !

BessanT
05/10/06
Jessé, realmente nós defendemos a Liberdade em seus mais amplos aspectos. Inclusive a sua liberdade de escolha por crer ou não crer em um Ser Criador. Entretanto, caso você não creia, não pode ser Maçom. A Maçonaria é regida por Leis antiqüíssimas, que chamamos de Landmarks. Um ítem desses Landmarks estipula a necessidade de tal crença. Uma observação importante: os Landmarks são cláusulas pétreas, ou seja, são imutáveis. Prestamos juramentos que, embora simbólicos, devem ser cumpridos na prática. Um Landmark não pode ser afrontado (muito menos alterado). É uma questão de obedecer velhas tradições. E nós, maçons, somos, essencialmente, tradicionalistas, embora progressistas. Complicado ? Nem tanto. Abraços.

Jessé
05/10/06
Obrigado pela resposta =)
E tenho mais algumas dúvidas.
O que você me diz da maçonaria ser chamada, pelos próprios membors, de "escola de líderes"?
Você disse que o objetivo da maçonaria é o desenvolvimento moral, intelectual e social do indivíduo.
Vocês consideram que os membros são moralmente superiores em relação aos não-membros?
Quais outros "caminhos"(fora a maçonaria) vocês indicam para o desenvolvimento moral e intelectual do indivíduo?

BessanT
05/10/06
Jessé. eu, particularmente, não gosto dessa denominação (Escola de Líderes). Soa estranho pra mim. Antes de sermos líderes, pretendemos ser exemplos de pautar. Não nos consideramos melhores, superiores ou piores e inferiores a quem quer que seja. Somos exatamente iguais a todo ser humano que habita a face da Terra. Talvez tenhamos tido a fortuna de termos sido pinçados pela Ordem Maçônica no meio em que estávamos. Devemos agradecer ao Grande Arquiteto do Universo pela oportunidade que nos é ofertada de crescermos interiormente. Nossa missão é tentar levar nossos princípios ao Universo: Liberdade, Igualdade, Fraternidade. O dia em que a Maçonaria conseguir tal intento, terá cumprido sua missão e sua existência deixará de ser necessária. Utopia ? Quem sabe ? Abraço fraterno !

ggnard
05/10/06
Nélio
Olá Nélio.
É sabido que todo o ser humano, por mais imparcial que seja sempre ele em seu dominio facilita mais as coisas para conhecidos, amigos, parentes etc. Seja numa repartição, seja num socorro seja até na aplicação da Lei.
É fato corriqueiro ouvimos de pessoas que tal cidadão teve rapidez ou facilidade de resolver uma contenta, porque tanto ele como vítima, e autoridade responsável era maçon.

O que vc. acha disso?

Nadilson
05/10/06
Nélio,
Como a maçonaria trata o Irmão criminoso?
Qual a estrutura hierárquica da maçonaria?
A maçonaria é a mesma em todo o mundo?

Lucia
05/10/06
Quero saber o porque SÓ HOMENS PODEM SER MAÇONS.

Belchior
05/10/06
Lucia eu ouvi falar da versão chamada "Filhas de Jó". Procure na internet que você encontrará mais informações.

Estevão
05/10/06
Sociedade Secreta que so revela seus segredos aos de alto grau...O resto são apenas peões em um grande jogo de dados com deus...Estou certo ou errado??

BessanT
05/10/06
Ggnard, analise a seguinte situação hipotética: Eu, maçom, sou o responsável pelo preenchimento de uma única vaga de emprego para o cargo de Engenheiro Senior de uma poderosa multinacional. Após a seleção preliminar restam apenas dois candidatos, com curriculuns muito semelhantes. Uma diferença entre eles, é que um eu sei que é maçom. O outro sei que não é. A quem dar a vaga tão cobiçada. Ao maçom, pela simples condição de ser ele meu Irmão ? NÃO ! A justiça manda que a vaga seja preenchida por aquele que tenha maiores qualidades para a função. Apenas em caso de total igualdade de condições, a vaga seria do Maçom. Justiça ! Eis o princípio !

Estevão
05/10/06
Justiça cada um tem a sua...então como poderia ter fim algo com tantos princípios e qual e o certo afinal???

BessanT
05/10/06
Nadilson, o Irmão que comete um crime no mundo profano, pela justiça profana será julgado. Se o crime for no âmbito maçônico, temos nossos tribunais competentes. Saliente-se que a punição maior é a expulsão da Ordem. Nada além disso.
Não existe hierarquia na Maçonaria, tal qual a conhecemos no mundo profano. Na Ordem TODOS são iguais. O que existe é o direito de se frequentar reuniões de acordo com o grau maçônico de cada Irmão. Recebe-se grau superior por meio de estudo, freqüência, participação e merecimento. Sim, basicamente, a Maçonaria é a mesma em todo o mundo. Existem variações, mas nada que altere a sua essência.

BessanT
05/10/06
Lúcia, trata-se de uma questão de tradição. De respeito aos Landmarks (nossas Leis Maiores). Para a Mulher, a Maçonaria reserva importantíssimas missões paralelas à Ordem.

BessanT
05/10/06
Admin, as "Filhas de Jó" sâo uma instituição para-maçônica, composto por filhas de maçons e amigas das mesmas. Mantidas as devidas diferenças, seria algo como os De Molay.

BessanT
05/10/06
Estevão, você está errado. Desde o Aprendiz Maçom (primeiro grau da Maçonaria), segredos são revelados. À medida que o Maçom progride em seus estudos, outros segredos vão-se acrescentado aos anteriores com a devida correlação de responsabilidade adquirida. Fiz-me entender ?

BessanT
05/10/06
Estevão, existe a Justiça Universal, aquela que vale para todo ser vivente. Em nosso íntimo, trazemos ao nascer, a intuição dessa Justiça. Não se trata da justiça dos homens. É algo muito maior, que compete a cada um de per si, descobrir, interpretar e por em prática. Abraço fraternal !

Eduardo
05/10/06
Maçonaria X Igreja Católica
Sou católico convicto,porém sempre busco "as razões da minha fé". Não entendo muito bem o pq da Igreja não aceitar que seus fiéis sejam maçonicos - pq até aonde eu entendi, o q vc descreveu sobre a maçonaria parece ser "algo de bom"; porém sei que a Igreja tem seus motivos para isso.
Agora 2 perguntas: Primeira: com relação à essa posição da Igreja, como vc - ou os maçons - vêm a Igreja?
Segunda: até onde o idela de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" é igualitário a todos os homens e até onde ele é, por assim dizer, "libertinoso"?

Estevão
05/10/06
Nelio...acho que teveriam escrever um livro sobre essa tal justiça porque a que me mostraram esta cega e de mãos atadas...Abraço

BessanT
06/10/06
Eduardo, eis aí uma quetão complexa. Os entreveros entre a Igreja Católica e a Maçonaria vem de longa data, por motivos diversos. Após a segunda publicação das Constituições de Anderson (1738), aconteceu a primeira exclusão de maçons do seio da Igreja. Em 1751 o Papa Bento XIV também excomungou maçons. A partir de então, várias bulas, encíclicas e cartas papais foram formando jurisprudência sobre o assunto, passando a fazer parte do Direito Canônico. Tais documentos proibiam, suscintamente, a participação dos católicos, na Maçonaria. Os Papas Pio VII, Leão XII, Pio IX e Leão XIII, de 1846 a 1884, excomungaram os católicos que desobedeceram suas ordens. Coube a João XXIII retirar a condenação aos católicos-maçons. Eles eram condenados pelo Cânon 2335, que dizia: "Os que dão seu próprio nome à seita maçônica ou outras associações de mesmo gênero, que maquinam contra a igreja ou contra os legítimos poderes civis, incorrem, ipso factu, na excomunhão simpliciter à Sé Apostólica". Já o cânon no. 1374, do novo Código de Direito Canônico, de 27 Nov 1983, sancionado pelo Papa João Paulo II, diz: "Quem se inscreve em alguma associação que maquina contra a igreja, seja punido com justa pena, e quem promove ou dirige uma dessas associações, seja punido com interdito". Ou seja, já não mais se fala em Maçonaria. Fala-se em "maquinar contra a Igreja". A Maçonaria não maquina contra a Igreja. Estamos fora do interdito, portanto. Assim sendo, resumidamente, Eduardo, a Maçonaria nada tem contra a Igreja Católica, antes, vê sua existência e atuação, como necessária para balizar os procedimentos do Homem. A Igreja precisa, apenas, rever seus conceitos a respeito da Maçonaria.

ggnard
06/10/06
Nelio
Então confirma-se a tese que a pessoa usa a Instituição em benefício primeiro a seus membros,e depois o mundo profano. Então não usa-se a racionalidade , ou igauldade para todos, mas sim para membros.

BessanT
06/10/06
Eduardo: dentro de limites naturais, deve, para o Maçom, valer a tríade "Liberdade, Igualdade e Fraternidade". Nada disso implica em algum tipo de "libertinagem". São conceitos completamente diversos.

BessanT
06/10/06
Estevão, entendo perfeitamente seu desencanto com a justiça. Afinal ela não é a Justiça.

BessanT
06/10/06
Ggnard, desculpe, julguei ter sido claro em minha resposta. Parece que não consegui sê-lo. Então, peco sua compreensão e ajuda, e lhe devolvo a pergunta: em caso de total igualdade de qualidades, a quem você daria a vaga ? Eu daria ao meu Irmão, pois que, no mínimo, já o conheço. Lembre-se: as condições são exatamente iguais... Mais um detalhe: caso o Maçom possuisse 0,00001% de qualidades a menos que o outro pretendente, o segundo ficaria com a vaga.

ggnard
06/10/06
Nélio
Entendi sua resposta, mas vou mais uma vez saber sua opinião sobre 2 casos que pude acompanhar.
-Trabalhei em um grande Banco e notava que certos títulos de cobrança que encaminhava para certo cartório não eram protestados dentro do prazo previsto por Lei. Descobri que estes títulos era de clientes maçons e o titular do cartório também.
- Certa feita viajando junto de amigo maçon, ele cometeu uma infração de trânsito, quando aborado o comandante do posto também Maçon, alem de não aplicar a Lei, humilhou o subordinado.
Te pergunto, até onde pode ir esta proteção entre membros, mesmo ferindo as leis de uma nação? Ou são apenas casos Isolados?

Obrigado.

BessanT
06/10/06
Ggnard: prefiriria acreditar que ambos os casos relatados são fatos isolados. Infelizmente eu sei que não são. Os que agem desta forma são aqueles a quem a filosofia da Maçonaria não conseguiu alcançar. Eles estão na Maçonaria, mas não são Maçons. Lamentável sob todos os aspectos. Dignos de pena. Fraterno abraço.

ggnard
06/10/06
Nelio
Um abraço, e bom fim-de-semana, muita paz.
Fou muito bom debater contigo.
Valeu!!!

BessanT
(gerenciar)
06/10/06
Ggnard, disponha sempre. O prazer foi mútuo. Bom FDS !

Cristiano
06/10/06
.

Nélio: tudo bem, eu entendi por que ateus não podem ser aceitos: é apenas uma regra, uma cláusula pétrea a qual vocês não querem ou não podem revogar porque querem manter a tradição.

Porém, queira ou não queira, não se trata de "bom senso", nem de "convívio salutar", pois se fosse, vocês fariam jus ao seu lema de "liberdade, igualdade e fraternidade".

Enfim, não consigo tirar da cabeça o quanto esse lema usado pela maçonaria é hipócrita. O mesmo vale para a não aceitação das mulheres.

Mas enfim, não tenho mais nada a dizer...



BessanT
06/10/06
Cristiano: respeito seu ponto de vista. Afinal, é uma opinião de quem não faz parte da Ordem e vê a questão por um outro prisma. Tenha um bom final de semana.

♥ Dé♭оra
06/10/06
Bem, todas as comunidades tem seu direito de decidir quem pode ou não dela fazer parte... não vejo com críticas a cão aceitação das mulheres ou de ateus, trata-se de ir contra o princípio que rege a sociedade.
Nélio,
Entendi a parte filosófica: discussões, estudos, etc. No mundo prático, há alguma aplicabilidade? Eu digo, vocês planejam ações ou benfeitorias a outros, ainda que membros da maçonaria? Já ouvi isso de maçons "a maçonaria ajuda muita gente..." e gostaria de entender melhor isso.

BessanT
07/10/06
Débora: além de ter sido, a Maçonaria, a principal, responsável em outros tempos, por movimentos libertários nacionalistas, tais como a Independência, Proclamação da República, Abolição da Escravatura, etc, nos dias atuais a Ordem mantém hospitais, creches, orfanatos, asilos, além de promover campanhas de combate e prevenção às drogas. Muito do que é feito no cenário social passa despercebido do povo em geral, por ser norma da Maçonaria não fazer alarde ou propaganda de suas obras. Algo assim como: "Que a mão esquerda não saiba o que a direita faz"... Abraços fraternais.

Jairo
07/10/06
No Uruguay existe o mito dos "33 orientales", um grupo de patriotas que lutou pela indpendência contra o Imperio do Brasil. Os historiadores atuais refutam a teoria de que tenham sido somente 33 homens os que pelejaram sob o lema de "liberdade ou morte". Teria este mito alguma conexão com advenimento da maçonaria no Uruguay?
Ja que como é bem sabido a Republica do Uruguay foi um invento dos ingleses para se beneficiar do Rio da Prata, os mesmos ingleses que criaram a maçonaria, cujo grau máximo, coincidentemente, é 33.
Sería eese grupo de bravos patriotas uma Loja Maçónica?

Márcio
07/10/06
Eu já li e pesquisei a respeito... é muito interessante, está mais presente em nossas vidas que poamos imaginar.
Até no dollar tem vários símbolos referentes a maçonaria;
A estadualizaçao de M.G.;
Personalidades como Dom Pedro I, alguns presidentes dos E.U.A.....;

Mais como sendo uma sociedade secreta só se sabe o qeu todos podem saber...

Nômade
07/10/06
Oi Nélio
E quanto aos DeMolays, será que a maçonaria não deveriam investir mais ainda nestes jovens?

Anônimo
08/10/06
Nélio
Nélio antes de mais nada obrigado pelos esclarecimentos, confesso que não sabia quase nada a respeito e agora me sinto um pouco mais por dentro.

Porém uma coisa me intriga, será que você poderia falar mais a respeito da figura do "Grande Arquiteto do Universo".

No caso ele ainda seria o mesmo que é passado na igreja católica, ou na maçonaria essa entidade divina e superior é diferente?

Vinícius
08/10/06
Nélio..
Uma vez eu ouvi a um testemunho de uma ex-pai de santo(que conheceu o amor de Jesus) e ele falou que mesmo não sendo maçom ele foi uma vez na maçonaria e tinha um bode e ele teve que beija-lo e tal pq tava incarnado no bode Belzebu que é o senhor das moscas.. o que você podia me falar sobre isso?
Ah eu já tive um vizinho que era maçom.. mas ele n me falava nada sobre... por isso não vou nem perguntar nada sobre...

Giba
08/10/06
Uma pergunta
Quais os objetivos da maçonaria?
Isso é importante de saber, pois implica em perguntar:
Quais as motivações que levam alguém a associar-se
a tal ordem secular?
Se os objetivos últimos forem secretos,
então as pessoas não se associariam por motivações
obscuras e egoístas?
Um abraço fraterno.

BessanT
09/10/06
Jairo, não tenho nenhum subsídio para poder responder sua pergunta ou emitir qualquer opinião sobre o assunto. Entretanto, posso lhe assegurar que 99% das correlações que são feitas da Maçonaria e seus graus com eventos político-sociais, não passam de especulações, sem qualquer fundamento histórico. Vou tentar ler algo a respeito do assunto, e quando tiver condições, volto ao tema.

BessanT
09/10/06
Marcio, como você mesmo diz, "a Maçonaria está mais presente em nossas vidas do que podemos imaginar". Há muita atuação maçônica no nosso dia-a-dia. Entretanto, não nos interessa a divulgação daquilo que fazemos, pois, se o fazemos, é por julgarmos que deve ser feito. Não vemos mérito algum em ser honesto, justo, fraterno... Ser tudo isto e muito mais, é mera obrigação do Homem. Quanto aos segredos da Maçonaria, eles só interessam e dizem respeito aos maçons.

BessanT
09/10/06
Nômade, a Maçonaria investe na Ordem De Molays, entretanto, por mais que o faça, ainda é necessário que se faça mais. O jovem De Molay é, sem dúvida alguma, alguém diferenciado do meio em que vive. Ele é exemplo para outros jovens. Tem a conduta balizada por sete virtudes que pouquíssimas pessoas conhecem ou dão valor. Patriotismo, cordialidade, amor filial, eis algumas dessas virtudes.

BessanT
09/10/06
Gunar, a Maçonaria só aceita homens que tenham a crença na existência de um Ser Supremo, responsável pela Criação. Não importa a ela, qual seja a religião desse homem. Assim sendo, em uma Loja Maçônica, podem estar reunidos, fraternalmente, pessoas das mais diversas correntes religiosas. Para compatibilizar os mesmos de forma universal, optou-se por denominar aquele Princípio Criador, como sendo o Grande Arquiteto do Universo. Há quem o chame de Supremo Arquiteto dos Mundos, ou por outro nome qualquer. Não importa o nome que se lhe dê. Ele é, acima de tudo, o Pai, o Criador, o Elemento Vital, etc, etc, etc...

BessanT
09/10/06
Vinicius, essa estória do tal "Pai-de-santo que conheceu o amor de Jesus, e que teve que beijar um bode porque nele estava encarnado Belzebu (o senhor das moscas" - SIC), é mais uma daquelas coisas fantasiosas que criam por aí. Cabe na cabeça de uma pessoa de mediana inteligência, que alguém vá deixar sua família em casa, uma vez por semana, sair a noite, vestir terno e gravata, participar de uma reunião que dura em média duas horas, para beijar bode ou coisa que o valha. Ô, meu amigo Vinicius, não dê trela para essas baboseiras. Como diria Bussunda, o Marrentinho: Aí, fala sério !!!

BessanT
09/10/06
Giba, o principal objetivo da Maçonaria, é proporcionar ao Homem, meios para que ele possa se melhorar, se aperfeiçoar. Para tanto, seguimos o conhecidíssimo lema "Liberdade, Igualdade, Fraternidade". Através de simbolos, são ofertados ensinamentos de moral e conduta aos membros da Ordem. Logo, quem se associa à Maçonaria, tem por intuito melhorar a si próprio e ser exemplo de conduta em seu micro-cosmo. Não há nada de egoísta nisso, muito pelo contrário. Quanto aos segredos da Maçonaria, eles pertencem aos Maçons e só aos Maçons interessam. Fraterno abraço.

Gilberto
09/10/06
Nélio, gostaria de fazer uma pergunta:
Sendo a maçonaria uma sociedade secreta, isso não acaba por comprometer a curiosidade das pessoas a respeito dela? Como as pessoas vão poder saber se as suas idéias coincidem com as da maçonaria se ela é secreta e de tão difícil acesso?

Gilberto
09/10/06
Nélio, a Maçonaria acredita/segue a Bíblia?
(Desde já obrigado pela resposta)

BessanT
09/10/06
Gilberto, o fato de termos nossos segredos, realmente aguça a curiosidade das pessoas acerca da Maçonaria. Antes de ser iniciado, um profano é elucidado sobre alguns aspectos da Ordem. A responsabilidade do Mestre que apresenta alguém para a Ordem é muito grande e cabe a ele esclarecer, na medida do possível, as dúvidas do seu afilhado, além de acompanhá-lo em sua vida maçônica.

Anônimo
09/10/06
sinceramente,macon sao do mal...

BessanT
09/10/06
Gilberto, a Bíblia é considerada como sendo o Livro da Lei para a Maçonaria. Ela está presente em todas as nossas reuniões, sendo aberta em capítulos e versículos específicos de acordo com o Rito praticado pela Loja e em consonância com o grau em que a Loja trabalha.

BessanT
09/10/06
Anônimo, sinceramente NÃO !

Cell
09/10/06
Meu pai era maçon. Mas não contava nada e respeitava isso nele. Conversava com os "tios". Tinha uma "tia" veneranda numa loja mista. Meu pai faleceu e perdi contato com muitos e sempre vejo outros. Mas essa tia, me perdi... Eu fui sua filha que mais o acompanhou. É que somos só mulheres, filhas, netas.

Anônimo
09/10/06
nelio,se nao,pq eles percequem quem tem poderes?

BessanT
10/10/06
Cell, apenas a título de informação, quem preside uma Loja é o "Venerável" e não "Venerando". Meus filhos, por vezes me perguntam alguma coisa sobre Maçonaria. Aquilo que é possível esclarecer a eles, eu o faço; o que não, não...

BessanT
10/10/06
Anônimo, você faz uma afirmação gratuita, o que me permite fazer o mesmo e responder a você que a Maçonaria não persegue quem tem poderes e nem quem não tem. A propósito: porque o anonimato ?

BessanT
10/10/06
Kais, embora eu, pessoalmente, não conheça nenhum maçom que seja muçulmano, posso lhe assegurar que eles existem, sim, e são muitos. A exigência básica para se adentrar à Ordem, é a crença em Deus, não importando o nome que a Ele seja dado. Quanto ao fato do seu pai (um homem rico, como você frisa) não ter sido nunca convidado para ser Maçom, talvez tenha sido por falta de oportunidade, ou por desatenção dos Maçons que não viram nele, requisitos básicos. Enfim, só é possivel afirmar que apenas o fato dele ser um homem rico, não o credenciaria - nem a ele, nem a ninguém - a ser convidado.

BessanT
10/10/06
Kais, em tempo - completando a resposta, a Maçonaria, nos moldes como a conhecemos nos dias atuais, vem de 1717, quando foi fundada a primeira Grande Loja, em Londres, pelo Pastor James Anderson e Jean Theophile Desaguiler. Começa, então, a chamada Maçonaria Especulativa. Quanto à Maçonaria Operativa, aquela que congregava pedreiros de ofício, esta tem seu inicio perdido nas brumas do tempo. Qualquer data que se queira impor para seu começo, será mera especulação.

BessanT
10/10/06
Kais, certamente seu pai, assim como muitas outras pessoas, possuia os requisitos mínimos que os credenciaria a ser convidado para integrar a Ordem. Entretanto, tais qualidades passam despercebidas por Maçons desatentos que, mesmo convivendo com algumas pessoas, não percebem nelas tais qualidades. A falha não teria sido do seu pai. Ao contrário, seria de Maçons desatentos àqueles que os cercam. Espero ter sido claro. Jamais pretendi ofendê-la ou à memória do seu pai. Fraternal Abraço !

BessanT
10/10/06
Kais, sinceramente, eu acho que não entendi bem qual a verdadeira intenção de sua pergunta inicial. Pensei que você estivesse interessada em saber se um muçulmano pode ser Maçom. Já respondi claramente que sim. Basta que ele creia em Deus. A continuidade do seu questionamento me leva a perceber em você, uma pequena ponta de mágoa, desapontamento, por seu pai nunca ter sido convidado a fazer parte da Maçonaria (repito: dinheiro, posses, apadrinhamento de casamentos ou coisa que o valha, não são credenciais para ingresso na Ordem). Até entendo sua posição por amor filial, mas, acredite, é possível que seu pai não tenha perdido muito, não entrando na Maçonaria. Como eu não o conheci, e me baseando no seu depoimento, acho que a Maçonaria foi quem perdeu por não ter convidado seu pai. Satisfeita, minha amiga ?

BessanT
(gerenciar)
10/10/06
Kais, seja feliz !

BessanT
10/10/06
Kais, em tempo, peço-lhe que me desculpe a ignorância por tê-lo tratado, em minhas respostas e considerações, como se você fosse uma mulher (seu nome não me deixou claro e eu achei, erroneamente, que tratava-se de uma mulher). Somente ao visitar seu perfil, pude perceber o erro, que agora corrijo. Mais uma vez, seja feliz, meu caro !
Gilberto
10/10/06
Nélio, você disse: “A Bíblia é considerada como sendo o Livro da Lei para a Maçonaria. Ela está presente em todas as nossas reuniões...”

Vocês usam como base a Bíblia inteira (antigo testamento e novo testamento) ou só o novo testamento?

♥ Dé♭оra
10/10/06
Nélio, interessante saber que a maçonaria mantém efetivamente obras sociais. Até onde eu sei, também ajuda membros da própria maçonaria em crise financeira, no mesmo princípio de ajudar primeiro aos seus e depois aos outros, como foi informado já neste tópico.
Já ouvi falar de posturas contrárias à infidelidade cometida por membros da maçonaria. Há esta interferência, ou recomendação (sei lá!) de postura pró-fidelidade dentro da maçonaria?

Anônimo
11/10/06
Olá Nélio!
Gostaria desaber sobre essas afirmativas ditas por alguns cristãos, e que dão origens a capítulosde livros evangélicos sobre a maçonaria.
Para ser maçom, é necessário primeiramente fazer um juramento onde Jesus Cristo é negado e rejeitado!
Se puder explique o motivo de flarem isso.
O pai da maçonaria moderna disse: “Lúcifer é Deus!”
De quese trata isso? Pai da maçonaria moderna.
Para um cristão, que crê que só Jesus pode salvar, tirar das trevas alguém trazendo-o para a luz, seria inaceitável em algum juramento dizer que deixa as trevas e passa à luz qdo entra pra maçonaria, já ouvi algumas coisas sobre esses juramentos, mas gostaria de ter um esclarecimento de alguém que de fato sabe de q se trata.
Aguardo a resposta
Obrigada desde já.

BessanT
11/10/06
Gilberto, dependendo do Rito, da Loja, do Grau em que a Loja trabalha, a Bíblia é aberta em um determinado capítulo e versículo, podendo ser, tanto do AT quanto do NT.

BessanT
11/10/06
Débora, em verdade a Maçonaria mantém ou participa da manutenção de diversas obras sociais. Com relação à infidelidade, peço que seja mais explícita com repeito ao termo. Seria infidelidade conjugal ou infidelidade perante a Ordem ?

BessanT
11/10/06
Guísela, o juramento inicial feito por quem é iniciado na Maçonaria, consta, basicamente, de firmar um compromisso com Deus, com a Pátria, com a Família e consigo mesmo. Qualquer ilação além disso, não passa de pura invencionice.
A Maçonaria não tem um "pai" e muito menos uma "mãe", logo, declarações atribuidas ao "pai da Maçonaria" são, de início, desautorizadas, fantasiosas e mentirosas.

Pedro Henrique"
11/10/06
Nélio
Eu sou Demolay e meu pai é maçon. Gostaria de te parabenizar pela brilhante explicação sobre a maçonaria. É sempre interessante esclarecer essas dúvidas das pessoas pois ainda existem muitos mitos envolvendo a maçonaria. Abraço fraterno!

BessanT
11/10/06
Pedro Henrique, obrigado e disponha sempre. A propósito, precisei responder a uma questão sobre a Ordem DeMolay e não me lembrei de todas as sete virtudes que vocês cultivam. Você poderia me ajudar e postar aqui, enumerando-as ? Muito grato !
PS: dê, por mim, um fraternal abraço em seu pai (meu Amado Irmão).

Pedro Henrique"
11/10/06
Nélio
As sete virtudes são: Amor filial, reverência pelas coisas sagradas, cortesia, companheirismo, fidelidade, pureza e patriotismo. Abraço fraternal!

Jessé
11/10/06
Se vocês dizem aceitar pessoas de todas as religiões, tendo como quesito apenas a crença em um ser superior, por que usam a Bíblia? A Bíblia, contendo AT E NT é usada somente pelos cristãos.
Esta é a liberdade intelectual e religiosa que vocês seguem?

BessanT
11/10/06
Jessé, a Bíblia é usada em Loja, com a finalidade de dar sustentação e credibilidade a todo e qualquer juramento que um membro tenha que fazer (entre outras finalidades). Entretanto, é lícito àquele que não seja cristão, solicitar que seu juramento seja prestado sobre o Livro Maior de sua crença (Torá, Alcorão, etc). Essa é a liberdade de crença que seguimos. A sua pergunta é pertinente e já era aguardada. Só não foi adiantada sua resposta para não tornar o tópico muito extenso. Fraterno abraço !

não há foto
11/10/06
Nunca entendi o propósito da Maçonaria, mas esta entrevista deixou claro que precisamos de liberdade de expressão e que cada um segue o ritual em que se sente aceito e bem-vindo. Ninguém é dono-da-verdade e ninguém é obrigado a ser maçon.
Por ser mulher, não tenho conflitos internos se deveria, poderia ou mereceria ser maçon, pois me pareceu que alguns representantes do sexo masculino, apesar de não admitirem, sentem-se excluídos de algo que talvez nem queiram para si.
Valeu pelo esclarecimento, pois sempre pensei na Maçonaria como algo meio bobo e obscuro. Vi que não é isso.

Jessé
11/10/06
=)
Obrigado pela resposta.

BessanT
11/10/06
Cynthia, fico grato pela sua compreensão. Realmente, embora existam lojas mistas e outras exclusivamente femininas, oficialmente as Potências Maçônicas Regulares e Reconhecidas não as aceitam. Por tradição, apenas homens podem fazer parte da Maçonaria. Isso não desmerece, em nada, a Mulher. Veja o caso da Igreja Católica: dois mil anos são passados desde a vinda do Cristo e, até hoje, é vedado à mulher ordenar-se padre. A não ser a tradição, nada justificaria tal atitude. E, como você mesma disse, a Maçonaria não é uma coisa tola, antes, pelo contrário. Um fraterno abraço !

Mr. Green
11/10/06
Nélio.
Primeiro gostaria de dizer obrigado pelas respostas que você deu na comunidade e a maneira sensata com que você respondeu a perguntas que poderiam gerar alguma discórdia.

Tenho duas perguntar para lhe fazer.

Primeiro

O que são os DeMolays?
Quando eu tinha 22 anos fui convidado para participar de uma reunião Maçon por um senhor que trabalhava comigo e, infelizmente, não pude participar.
A diferença entre Maçon e DeMolay é a idade? Se eu tivesse entrado na ordem com 22 anos, faria parte de qual grupo? É só para esclarecer melhor o que são e como funcionam os dois ok?

Segundo

Um novo membro deve ter condições financeiras de arcar com alguns custos que são da ordem. Mas, supondo que logo a pouco ele ter entrado na ordem, ele perca seu emprego. Como fica a situação desse novo membro na ordem de vocês.

Agradeço.

BessanT
11/10/06
Ma(h)noel, com referência à Ordem DeMolay, pediria ao sobrinho Pedro Henrique (se estiver aqui por perto), que respondesse, com muito mais propriedade, sua pergunta. Isto feito, terei prazer em responder a segunda parte da mesma questão.

El Loco
11/10/06
maçonaria...
tem valor impar na história brasileira.



O propósito do tópico é perguntar e não conceituar,prefiro me calar.

BessanT
11/10/06
Lord Sith, confesso que você me deixou confuso. Primeiro você faz uma afirmação ("maçonaria... tem valor impar na história brasileira."). Depois afirma não estar conceituando, e, sim, peguntando ("O propósito do tópico é perguntar e não conceituar"). A seguir, diz que prefere se calar... Bem, dá prá você se posicionar mais claramente para que eu possa responder (se for o caso)?

Anônimo
11/10/06
Acho que ele disse que não tem nenhuma pergunta a fazer, por isso, não ficará expondo suas idéias sobre a Maçonaria, já que o entrvistado é vc! Já, no meu caso, também não tinha nenhuma pergunta, mas quis agradecê-lo por esclarecer tantas dúvidas.
Sou intrometida, né?

BessanT
11/10/06
Cynthia, né não ! Você tem todo o direito de querer saber um pouco mais sobre um assunto tão interessante como é esse. Um fraterno abraço !
Agora a pergunta é minha: quem é esse nenê "biitinho" ?

Cell
11/10/06
Nélio, acho que se refere a José Bonifácio e à participação da Maçonaria na história do Brasil Independência e República...
excluir

Mr. Green
12/10/06
Eu continuarei esperando a resposta.

♥ Dé♭оra
12/10/06
Nélio, seria infidelidade conjugal.

BessanT
12/10/06
Débora, a Maçonaria defende a unidade da Família. Logo, somos contra a infidelidade conjugal. Caso ela aconteça e seja descoberta pela Loja, o Irmão será instado a escolher: permanecer na Ordem ou continuar infiel. Eu, particularmente, tive oportunidade de participar de dois casos desse tipo, sendo que em um o Irmão escolheu a infidelidade e foi convidado a sair da Maçonaria. Ele saiu ! No outro, escolheu a família. E ficou (na família e na Ordem).

BessanT
12/10/06
Ma(h)noel, ser Maçom importa em assumir despesas que são rateadas entre os membros de uma Loja, com a finalidade de mantê-la. Caso um dos membros passe por dificuldades, em estando a Loja em condições financeiras que o permitam, prestará auxílio àquele Irmão. Antes, porém, tentar-se-á conseguir um novo emprego para aquele membro. Ou seja, daremos a vara e não o peixe.
Quanto a primeira parte de sua pergunta, ainda estou esperando o Pedro Henrique (DeMolay) responder. Caso ele não apareça por aqui, eu mesmo responderei (com muito menos conhecimento e brilho, lógico)

Pedro Henrique"
12/10/06
Ma(h)noel
Respondendo à sua pergunta, a ordem demolay é uma organição juvenil que aceita jovens entre 13 e 21 anos. Em relação aos objetivos da ordem demolay, eles são parecidos com o da maçonaria, as nossas bases são a libendade civil, a liberdade intelectual e a liberdade religiosa e um Demolay precisa cultivar 7 virtudes, que eu já citei numa mensagem anterior. Temos como meta também transformar os jovens que entram na ordem demolay em cidadãos de bem. A ordem Demolay é, de certa forma, idenpedente da maçonaria, já que nem todo Demolay se torna maçon. Em relação a você ter sido convidado, eu acredito que esse maçon queria que você entrasse para a maçonaria e não para a ordem Demolay, já que para entrar na ordem Demolay a idade máxima é 21 anos. Abraço Fraterno.

Pedro Henrique"
12/10/06
Espero ter respondido à sua pergunta. Qualquer outra dúvida sobre a ordem Demolay eu estarei aqui para responder.

adriana
12/10/06
Jessé e Cristiano, não é possivel a um ateu entrar para a maçonaria, porque dentro dos ritos e estudos deles a crença en Deus é fundamental. É a mesma coisa que consagrar um ateu como padre ou pastor. Ou uma pessoa querer ser professor de matemática e não consegui absorver os ensinamentos da geometria, algebra e sei lá mais o que.
Agora eu gostaria de fazer uma pergunta ao entrevistado. dentro das ordens chamadas não-regulares" que aceitam a participação ativa das mulheres, há alguma que o senhor conheça como séria e poderia indicar?

adriana
12/10/06
Desculpe-me qudo disse deus, leia-se Ente Superior. E peço desculpas tb ao Nélio porter dado palpite num assunto que não domino, mas é que ficou óbvio pela sua resposta o pq da necessidade de tal crença.

BessanT
12/10/06
Adriana, sérias, eu acredito que todas as Ordens são. O que não são é reconhecidas como regulares. Assim sendo, qualquer uma delas (menos as que aceitam filiação pela Internet - isso é arapuca para tomar seu $$$) irá satisfazer em maior ou menor dose, a sua curiosidade e interesse.

BessanT
12/10/06
Pedro Henrique, muito grato pela ajuda. Em tempo, o Ponderador desta comunidade está requisitando seu profile para uma entrevista virtual sobre a Ordem De Molay. Entre em contato com ele.

abed
12/10/06
Nélio
Quem foi e que relação tem Hiram Abiff com a Maçonaria?

Qual a herança que a Maçonaria carrega dos Templários?

Vc Sabe o porque do simbolismo da tríade? E mais precisamente, a que este simbolismo está ligado? Qual são suas verdadeiras raizes?

Não é verdade que o motivo da Igreja Católica ser contra a maçonaria, se da ao fato desta irmandade desmistificar os preceitos da instituição católica?

Não teria essa "nova Maçonaria" iniciada em 1717 pelo Pastor James Anderson e Jean Theophile Desaguiler, o único propósito de reescrever a história e apagar qualquer rastro anterior desta?

Qual e relação desta irmandade com a TFP?

MILTON
12/10/06
Nélio, Porque que o iniciante tem que ter seus olhos vendados no processo de iniciação, e porque que ele tem que passar por provas que envolve os quatro elementos, fogo, água, terra e ar?


O que que tem dentro da CÂMARA DE REFLXÕES e o que ela significa?


Qual a simbologia do pavilhão dos mosaicos no templo?

E porque tem-se que despojar dos metais para se entrar no templo?

O que significa o termo Malhar o Malhete?

Cell
12/10/06
Sempre ouvi sobre a tradição francesa da Maçonaria. E tu falas inglesa. Qual a confusão?

BessanT
12/10/06
Milton, ("Porque que o iniciante tem que ter seus olhos vendados no processo de iniciação, e porque que ele tem que passar por provas que envolve os quatro elementos, fogo, água, terra e ar?"
"O que que tem dentro da CÂMARA DE REFLXÕES e o que ela significa?"
"Qual a simbologia do pavilhão dos mosaicos no templo?"
"E porque tem-se que despojar dos metais para se entrar no templo?"
"O que significa o termo Malhar o Malhete?") você andou lendo em demasia literatura que, antes de ajudar, complicam a visão de um não-maçom a respeito da Ordem. Lamentavelmente não tenho autoridade (e nenhum Maçom a terá) para esclarecer suas dúvidas. O esclarecimento fica reservado para o dia seguinte após sua Iniciação na Ordem, que, espero, aconteça um dia...

BessanT
12/10/06
Cell, desculpe, mas não entendi bem a sua colocação. Você poderia repetir a pergunta ?

Ival
12/10/06
O que significa o galo na simbologia macônica levando em consideração o que se escreve na internet?

: )

Visto assim não há um pensamento ou tendência de tornar a maconaria mais difundida? Chegando a um ponto da não reconhecemos seus ensinamentos na sociedade?
Em que ponto encontramos esta características? De que forma isto tem se tornando uma realidade ou é algo apregoado somente pelo pensamento da "nova era"?

Exemplifique um pouco a sociedade para o macon e o macon como microcosmos para a sociedade.

BessanT
12/10/06
Abed, Hiram Abif é um personagem bíblico e está presente na Lenda do 3o. Grau da Maçonaria.
"Qual a herança que a Maçonaria carrega dos Templários?".

Basicamente existem algumas semelhanças entre as Ordens dos Templários e Maçônica, porém, não se pode atribuir à Maçonaria o status de herdeira da Ordem dos Cavaleiros Templários.

"Vc Sabe o porque do simbolismo da tríade?"

A tríade tem, para nós, diversos significados, tais como: Liberdade, Igualdade e Fraternidade; Nascimento, Vida e Morte; Manhã, Tarde e Noite; Pai, Mãe e Filho, etc, etc, etc. Tiramos dela (tríade) ensinamentos individuais.

"Não é verdade que o motivo da Igreja Católica ser contra a maçonaria, se da ao fato desta irmandade desmistificar os preceitos da instituição católica?"

Não, historicamente os motivos são outros. Já postei aqui resposta semelhante. Peço-lhe que dê uma procuradinha mais para trás.

"Não teria essa "nova Maçonaria" iniciada em 1717 pelo Pastor James Anderson e Jean Theophile Desaguiler, o único propósito de reescrever a história e apagar qualquer rastro anterior desta?"

Não, antes de Anderson e Desaguiler a Maçonaria já existia, porém de forma, digamos, não "codificada". Era a chamada Maçonaria Operativa, onde atuavam profissionais de ofício. Anderson e Desaguiler criaram uma ordenação nova, sem entretanto esquecer a antiga, visto que dela (da Antiga) emprestamos e usamos até os dias de hoje, os símbolos que nos norteiam.

Qual e relação desta irmandade com a TFP?

NENHUMA !

BessanT
12/10/06
Ival, o galo significa "Vigilância".
A Maçonaria, assim como inúmeras outras sociedades, se tornaram mais conhecidas com o advento da Internet. Só isso.
Quanto ao último ítem ("Exemplifique um pouco a sociedade para o macon e o macon como microcosmos para a sociedade") posso lhe afirmar que todo maçom deve ser um espelho para seu próximo. Deve pautar pela honra, dignidade, nobreza de princípios, etc, etc, etc. Temos, por obrigação, amar a Deus, honrar a Pátria, respeitar a Família e a nós mesmos.

Cell
12/10/06
Nélio, é que eu tinha conhecimento da origem francesa da Maçonaria. Acho que adventos como a Rev. Francesa, a tríade Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Há diferentes influências no Brasil?
A loja do meu pai pertencia ao Grande Oriente. O que significa isso

♥ Dé♭оra
12/10/06
Bem... então os maçons que conheci não aprederam bem as lições!
Obrigada, Nélio!

Ivete
12/10/06
Não tenho nada a perguntar faço parte de uma sociedade secreta a mais de 20 anos e temos um forte laço com a maçonaria, só queria dizer que enquantos algumas pessoas estão por ai espalhando a violência a falta de respeito, a desumanização, as sociedades secretas estão trabalhando em silêncio em prol de uma sociedade mais justa para se viver, abrindo a consciência das crianças, sobre preservação do meio ambiente e por ai vai.
A sociedade a que pertenço tem um trabalho lindo com pessoas que até então não tinham sequer acesso a livros e orientação médica.

BessanT
12/10/06
Cell, as origens da Ordem Maçônica, como a conhecemos nos dias atuais, não são francesas, muito embora existam influências da França em alguns aspectos. O Rito que eu pratico - Adonhiramita -, por exemplo, tem origem francesa.
A Loja à qual o seu pai pertencia, por certo era federada ao Grande Oriente do Brasil, Célula Máter da Maçonaria Brasileira e origem de todas as outras Potências existentes no Brasil. Dentre os Grão-Mestres que passaram pelo Grande Oriente do Brasil, destacam-se, entre outros: D Pedro I, José Bonifácio e Luis Alves de Lima e Silva, somente para citar uns poucos.

BessanT
12/10/06
Débora, é muito comum dizermos que existem pessoas que entraram na Maçonaria... mas a Maçonaria não entrou neles... Certamente é a esses que você se refere. Lamentável !!!
*Sergio*
13/10/06
Nélio
Continuo absorvendo as informações que voce presta ,na medida do possivel,a respeito do tema Maçonaria,numa excelente exposição de idéias e conceitos.

Minha pergunta,sera:
Existe na Maçonaria grupos dedicado aos estudos Esotericos e Exotéricos aprofundando conhecimentos em ambas as áreas para ajudar o Homem a conhecer melhor seu interior, alem de ajuda-lo a conviver com o seu exterior politico e social?

Parabéns pela forma educada e lúcida com que tens respondido a todos aqui.

BessanT
13/10/06
Sérgio, muito embora a Maçonaria esteja envolta em uma aura de mistérios, nada existe de misticismo na Ordem. Alguns graus filosóficos abordam e/ou contém conceitos exotéricos/esotéricos. Entretanto este não é o escopo maior da filosofia maçônica. Fraternais saudações.

Ervino
13/10/06
Discriminação.
Sou ativista de Direitos Humanos e me preocupa muito a questão da discriminação.
Em primeiro acho que jamais seria convidado a ser maçon, pois segundo um conceito que acredito seja o de vocês, jamais terei uma grande mulher nas minhas costas, pois acho que o lugar da mulher sempre será ao meu lado. Respeito a posição de vocês, mas tem alguns itens que me preocupa. Tipo o que consideram de conduta ilibada? O que vocês consideram como família? O que sua comunidade pensa a respeito do bisexualismo/homosexualismo?
A propósito se achar que sou gay já vou dizendo, sou gay, sou mulher, sou negro sou qualquer um que sofra com discriminação.
Como disse respeito a opinião de todos, mas sou e sempre serei contra qualquer tipo de discriminação.
Aguardo sua resposta.

Anne
13/10/06
Interessante a entrevista.Parabéns Nélio!
Particularmente não gosto da maçonaria, mas respeito muuuito todas as ideologias.

Não sei se é lenda, mas enfim, deixa-me perguntar: É verdade que, uma vez, entrando pra "organização" maçonita (Não sei qual o termo correto usado por vocês...), não se pode mais sair?Se a resposta for sim, porque?

BessanT
13/10/06
Ervino, permita-me cumprimentá-lo por sua condição de ativista de Direitos Humanos. Vejo isto como doação de sua parte, algo altamente elogiável. Entretanto, não imagino de onde você tirou a ideia que temos "uma grande mulher em nossas costas". Não, esse não é um conceito nosso. O lugar da Mulher, acredito, seja ao lado do Homem. Ponto.
Quanto a uma conduta ilibada (conceito subjetivo), esclareço que não buscamos na sociedade, pessoas perfeitas (afinal, elas não existem), buscamos, sim, aquelas que tenham traços que indiquem ser ela, passivel de progressos.
Com referência ao conceito que temos de família, embora você possa entender como chavão minha resposta, é difícil não dizer que a família é a base de uma sociedade justa e fraterna.
Não atinei bem com os motivos que eu teria para julgá-lo gay, mulher, negro, ou o que quer que seja. Não vejo méritos ou deméritos nesses rótulos por você colocados. Entendo que, antes de tudo, até mesmo de ser ativista, você é um ser humano. Este é o único rótulo que aceito para meus interlocutores nesse diálogo virtual.
Por fim, não sou autorizado a falar pela Maçonaria. Falo, sim, por mim mesmo na condição de Maçom.
Saudações Fraternais.

BessanT
13/10/06
Anne, permita-me esclarecê-la quanto ao uso de termos que você não tem a mínima obrigação de conhecer. O "membro" da Maçonaria é o "Maçom". Os "procedimentos da Maçonaria" são "procedimentos maçônicos".
Não, não é verdade. É apenas uma lenda, como muitas outras, que se conta a respeito da Maçonaria. Há quem diga que se você quiser sair, terá que entregar seu filho varão para sacrifício... E se você não tiver filhos homens, ou ainda, se não tiver filhos ? Enfim, minha cara, não dê crédito a comentários que sugiram qualquer comportamento fora do normal, por parte a Maçonaria. E, acredite, nós não comemos criancinhas, não bebemos sangue de animais, não fazemos bruxarias, não voamos em noite de lua cheia, não somos super-homens... Fraternas saudações.

Peter Leal
13/10/06
Oi Anne.

Você não conhece, e não gosta... isso?

Anne
13/10/06
Nélio, não se preocupe, quanto as outras lendas, eu não tinha dúvida, rss.Obrigado por esclarecer os termos também!

*Peter

Sim, talvez.Fui criada n'um ambiente em que tudo que envolvesse qualquer ritual, "NÃO PODE, É PROIBIDO, NEM FALE COM ELES...".Sendo assim, cresci com alguns preconceitos quanto a certas crenças.Quando digo que não gosto, digo isso hoje, a nível pessoal.Oque sei sobre isso (Na minha leiguice, quanto a isso, confesso), até hoje pelo menos, não me interessou.

____________
Ah, Nélio!

E essa 'saída', é normal??A pessoa simplesmente deixará de ser um membro?Não há consequências?

BessanT
13/10/06
Anne, sim, a saída da Ordem Maçônica, a pedido do interessado, é assim mesmo. Basta um pedido formal e ele será desligado da Sociedade. Cessam aí, todos e quaisquer vínculos. Passando o tempo e a pessoa desejando voltar, basta manifestar sua vontade e após os trâmites legais e normais, volta a ser admitido, como se nunca tivesse saído. Agora, se a saída for por outros motivos (inadimplência, ausências não justificadas, transgressão ao Regulamento Geral e à Constituição Maçônica, ou, ainda, crime maçônico), o processo de exclusão de um membro é um pouco diferente, mais complicado e moroso. Entretanto, não é nada de extraordinário. Não há, acredite, maiores conseqüências.

Anônimo
13/10/06
Nélio, a maçonaria não aceita mulheres em seus quadros, digamos assim, bem como a Igreja Católica não as aceita como celebrantes do sacrifício da Missa. A não aceitação das mulheres pela Igreja Católica compreendi ao ler "Â Mesa, com o Santo Graal", uma coletânea de ensaios em que estudiosos do Graal dão suas opiniões do que seja o Graal e o significado de sua busca. Não encontrei ainda nenhum livro que fale a razão concreta e verdadeira (talvez mística) para a não aceitação das mulheres como maçons atuantes, com direito ao conhecimento proporcionado pela Maçonaria. Por favor, poderia me responder de uma forma que consiga compreender e aceitar, assim como compreendi e aceitei a não participação no sacrifício da Missa? Obrigada e muita paz.
BessanT
13/10/06
Clarissa, já tive a oportunidade de falar sobre o assunto em outro tópico, porém, nada me custa tornar a fazê-lo, esperando que suas dúvidas se desfaçam.
A Ordem Maçônica é balizada por leis antiqüíssimas, que denominamos Landmarks. Pois bem, lá está posto que a Maçonaria é composta por homens, apenas homens. Essa Leis são, para nós, imutáveis. Algo assim, mantidas as devidas proporções, como os Dez Mandamentos (por favor, mantenha as diferenças, não me interprete erroneamente). Portanto, a razão não é mística, nunca foi e nunca será. Não é preconceito contra a mulher. Não é machismo. Trata-se, simplesmente, de cumprir o que está disposto nos Landmarks. Quando somos iniciados, juramos aceitá-los, cumpri-los e fazer com que sejam cumpridos, logo... Os Landmarks são nossa, talvez, mais cara tradição. Nós somos tradicionalistas por excelência. Espero ter desfeito suas dúvidas. Caso não, volte a perguntar. Estou às ordens !

Anônimo
13/10/06
Nélio, consegui entender. No tópico anterior, ainda me restou uma dúvida, por isso refiz a pergunta. Acredito na tradição. Algumas coisas não podem ser mudadas. Se houvesse essa mudança, todo o conhecimento se esvairia. Os maçons seguem uma Lei antiga e a preservam. Por isso, ainda existem, são fortes e atuantes. Como o senhor disse, não é preconceito, apenas o seguimento de algo que deu e continua dando certo.
Obrigada pela paciência em responder a algo que já havia respondido. Se houve lacunas, a culpa foi minha, por não absorver corretamente aquilo que li. Apenas para constar, sofro de um grande mal, a sede dos "porquês". A cada porquê respondido, surge outro e mais outro. Pelo jeito, nunca vou me curar.
PS: Assim como compreendi a não aceitação das mulheres celebrando a Missa, entendi também essa não aceitação na Maçonaria. Não haverá mais "porquês" sobre a questão. Sou-lhe grata por isso. Mais uma vez, obrigada.

Nadilson
13/10/06
Amigo Nélio,
Consta nas Landmarks restrição expressa a participação de homossexuais?

Ervino
14/10/06
??????????????????????????
Estou aguardando as respostas que fiz anteriormente, se desejar posso refazê-las ou alterá-las se não foram entendidas.

Ervino
14/10/06
Refazendo as perguntas.
Qual a composição de familia segundo as regras da maçonaria, Casal de homem e mulher, ou é aceita a união estável entre pessoas do mesmo sexo sem que isso impeça o ingresso na maçonaria?
Casais que praticam sexo grupal, são considerados de boa conduta para ingresso na maçonaria?
Poderia citar alguns casos específicos que tenham acontecido, ou que poderiam impedir o ingresso na maçonaria?
Poderia citar quais avanços, ou alterações ocorreram na maçonaria desde a sua fundação?
Quanto a citação que fiz em relação a presença de mulheres, quis me referir ao ditado popular por tras de um grande homem tem sempre uma grande mulher, afinal a maçonaria só aceita homens bem sucedidos e não aceita mulheres.
Desculpe pela colocação que fiz sobre as minorias, mas foi para deixá-lo bem a vontade para responder sem se preocupar com uma possível interpretação errônea por terçeiros.

Voivode
14/10/06
Caro Nélio,
Sou um buscador e desde a minha adolescência tento conhecer a maçonaria até o limite que um profano poderia se aproximar. De início minha curiosidade vinha de termos como "Graus Filosóficos", "Escola de Mistérios", mas com o tempo fui tomando conhecimento do compromisso que a Maçonaria tem com o homem e a sociedade e isso só aumentou a minha curiosidade.

Participo há um ano de um grupo de discussão aberto a não-maçons, por ele conheci alguns maçons pessoalmente e expressei meu interesse e admiração pela ordem. Um deles, após muitas conversas, falou da possibilidade de me indicar como "candidato" (não achei um termo melhor). Ele me avisou de antemão da necessidade de se assistir às reuniões no mínimo uma vez por semana e também comentou sobre a jóia da loja. Disse que eu deveria analisar se teria condições me dedicar, pois, após a sindicância e a aprovação, uma recusa poderia fazer com que eu não fosse aceito mais tarde.

Por na época eu estar muito preocupado com a faculdade e com minha vida profissional, tive que agradecer e pedir que ele adiasse essa proposta.

Umas das minhas razões foi por eu já ter lido em um livro que, no geral, um candidato precisa ter uma vida e personalidade bem estruturada. Em outras palavras, o autor dizia que um pretenso candidato a maçom deveria ter concluído seus estudos, ser bem casado, etc - Além de ser livre e de bons costumes. Isso demonstraria que ele estaria mais inclinado a manter uma postura equilibrada e de acordo com os valores maçônicos.

Bom Nélio, minha pergunta é bem prática: É realmente assim que as coisas funcionam?

É possível trabalhar de dia, fazer faculdade à noite, tentar arranjar namorada de final de semana, praticar artes marciais, gostar de games e cultura pop e, ainda assim, pensar em Maçonaria?

E as sindicâncias? O que as sindicâncias investigam que poderia causar a recusa de um novo membro à ordem?


Obrigado pela oportunidade e parabéns pela disposição em todas as respostas.

BessanT
14/10/06
Nadilson, nos Landmarks não consta a expressão "homossexual" com todas as letras, mesmo porque tal expressão não existia àquela época. O que consta é que o candidato deve ser "homem, livre e de bons costumes, hígido e ter condições de arcar com os custos de sua filiação sem prejudicar a si e aos seus".

BessanT
14/10/06
Ervino, se eu aprendi alguma coisa na vida, posso antever que estamos, aqui e agora, iniciando uma polêmica que não vai ter fim. Se não, vejamos...
P) Qual a composição de familia segundo as regras da maçonaria, Casal de homem e mulher, ou é aceita a união estável entre pessoas do mesmo sexo sem que isso impeça o ingresso na maçonaria?
R) Um homem e uma mulher e seus possíveis filhos.
P) Casais que praticam sexo grupal, são considerados de boa conduta para ingresso na maçonaria?
R) Não.
P)Poderia citar alguns casos específicos que tenham acontecido, ou que poderiam impedir o ingresso na maçonaria?
R)Não, não poderia.
P)Poderia citar quais avanços, ou alterações ocorreram na maçonaria desde a sua fundação?
R)Basicamente, a Maçonaria é a mesma desde tempos imemorias. Por isso é o que é.
P)Quanto a citação que fiz em relação a presença de mulheres, quis me referir ao ditado popular por tras de um grande homem tem sempre uma grande mulher, afinal a maçonaria só aceita homens bem sucedidos e não aceita mulheres.
R)Sim a Masçonaria não aceita mulheres, mas está longe de aceitar APENAS homens bem sucedidos. Aliás, o que é ser "bem sucedido" ?
P)Desculpe pela colocação que fiz sobre as minorias, mas foi para deixá-lo bem a vontade para responder sem se preocupar com uma possível interpretação errônea por terçeiros.
R) Não há nada a ser desculpado.
Como no xadrez, o primeiro lance é das brancas... Fraterno abraço !

BessanT
14/10/06
Voivode, vamos por parte...
P)"após a sindicância e a aprovação, uma recusa poderia fazer com que eu não fosse aceito mais tarde."
R)Não, isso não corresponde à realidade. Você, na época, poderia ter motivos pessoais que o impedissem de ingressar na Ordem, e isso é absolutamente, normal. Cessados os impedimentos, você estaria apto.
P)"um pretenso candidato a maçom deveria ter concluído seus estudos, ser bem casado, etc - Além de ser livre e de bons costumes."
R)Não há exigência de grau de instrução para se adentrar à Ordem. Também não é necessário ser casado. Há que ser, o candidato, livre e de bons costumes (esse conceito é subjetivo e é analisado PELA Maçonaria, segundo suas tradições)
P)"É possivel trabalhar de dia, fazer faculdade à noite, tentar arranjar namorada de final de semana, praticar artes marciais, gostar de games e cultura pop e, ainda assim, pensar em Maçonaria?"
R)Sim, é perfeitamente possivel. Quanto a arrumar uma namorada, faça-o, mas sem julgar que isso é exigência maçônica.
P)"E as sindicâncias? O que as sindicâncias investigam que poderia causar a recusa de um novo membro à ordem?"
R)Três Mestres Maçons serão designados para proceder à sindicância sobre suas declarações feitas para a Ordem. Apõs checarem os dados burocráticos, vão ter com você para uma entrevista pessoal, onde aspectos que nos interessam, serão observados e analisados.

BessanT
14/10/06
Clarissa, fique à vontade para formular seus "porquês". Espero estar à altura de respondê-los. Fraterno abraço.

Douglas
14/10/06
Nélio, em primeiro lugar agradeço a sua disponibilidade em nos esclarecer sobre a Ordem a qual pertence. Tenho vários amigos maçons, que vez por outra me convidam a ingressar na Maçonaria. Mas, minha questão particular, usando de metáfora, é: como posso aceitar um convite para uma festa se não sei os usos e costumes de seu anfitrião, e nem o motivo a que se dedica a comemoração ? Bem este impasse pertence somente à mim. Por fim, você citou, em pergunta anterior, o termo CRIMES MACÔNICOS. Poderia nos esclarecer sobre esse assunto ?
Fraternalmente...

BessanT
14/10/06
Douglas, a Maçonaria é regida por uma Constituição que tem abrangência em todo o território nacional (aliás, diga-se de passagem, que a República copiou a Constituição do Grande Oriente do Brasil, fazendo as necessárias adaptações). Pois bem, além da dita Constituição, existe, também o Regulamento Geral da Federação (RGF). Os Grandes Orientes Estaduais, de per si, também possuem sua Constituição e Regulamentos. Pertencemos, pois, a uma sociedade balizada por leis específicas que nos norteiam e devem ser obedecidas. Toda vez que uma dessas Leis é desrespeitada, aviltada, quebrada, incorre-se em um delito maçônico. Temos nossos Tribunais Maçônicos, nos mesmos moldes dos Tribunais civis. A eles cabe julgar tais delitos, estipulando a correspondente pena. É até onde posso ir em minha explicação. Espero ter satisfeito sua curiosidade.
No mais, se voltar a ser convidado para pertencer à Ordem, peça a quem lhe convidar que explique tudo que é possível ser explicado, para que você possa decidir serenamente. Mas, lhe adianto, você não vai se decepcionar. Saudações Fraternais.

Ervino
15/10/06
Agora sim.
Estou satisfeito com as respostas, deu para tirar as dúvidas. Como disse posso até discordar mas respeito a posição, isso não quer dizer que não possa provocar uma discussão pela mudança delas.
Obrigado pelas respostas.
Martins

BessanT
15/10/06
Ervino, agradeço pela compreensão. Você tem todo o direito de provocar uma ou mais discussões sobre o assunto ou sobre as opiniões aqui emitidas por mim. Agora, quanto a mudá-las... Um fraterno abraço !

Luizmar
15/10/06
Nélio,

Desculpe bater na mesma tecla mas vou usar um timbre diferente. Você citou anteriormente que as mulheres não podem participar da Ordem como os homens participam devido às regras (landmarks). Acredito que toda regra tem uma base/critérios para ser criada. Você poderia nos dizer quais as bases ou critérios utilizados para a criação desta regra ?

Outra coisa que me deixou muito curioso é sobre o desligamento de um irmão da Ordem. Como pode a maçonaria garantir que este irmão não sairá contando aos quatros ventos os segredos da mesma ?

Fraterno abraço e parabéns por suas explicações.

BessanT
15/10/06
Luizmar, as regras (landmarks) foram compiladas pelo Pastor James Anderson e refletiam os usos e costumes da Maçonaria Operativa (aquela que era formada por profissionais da construção, herdeiros diretos dos construtores do Templo de Salomão). Como àquela época os profissionais eram exclusivamente do sexo masculino, vem daí a tradição que mantemos até os dias atuais. Fácil notar que não se trata, em absoluto de qualquer tipo de discriminação ou proconceito contra o sexo dito frágil. É, apenas, questão de manter a tradição.
Quanto ao segundo ítem de suas indagações, posso lhe afiançar o seguinte: todos os iniciados na Maçonaria começam pelo grau de Aprendiz Maçom, onde lhe são revelados alguns segredos da Ordem. À medida que ele faz progresso em seus estudos, novos segredos vão se lhe sendo descortinados. Entretanto, na mesma proporção em que progride em seus estudos, percebe a responsabilidade que assume perante uma Ordem Mundial, cuja origem remonta a tempos imemoriais. Nenhum ser humano, em pleno gozo de suas faculdades, é capaz de quebrar um compromisso que assume consigo mesmo. Muito menos com a Maçonaria, que pouco lhe pediu até então e muito lhe ofertou, acredite.

Luizmar
15/10/06
Nélio. obrigado por ter respondido.

Talvez eu não esteja interpretando de forma correta a segunda parte de sua resposta pois entendi que mesmo o maçom sendo desligado da maçonaria, seja por pedido ou "justa causa", o mesmo ainda mantém o vínculo pelo menos no que diz respeito ao silêncio. Ou seja, nunca há o desligamento por completo ?

Obrigado

BessanT
15/10/06
Luizmar, o vínculo é temporariamente rompido no caso de pedido de afastamento pelo interessado. Se não houver impedimento maior, ele poderá retornar a qualquer tempo. Já no caso de afastamento por "justa causa", como você diz... bem, aí, cada caso é um caso...

BessanT
15/10/06
Luizmar, complementando a resposta: o silêncio é inerente às responsabilidades adquiridas. Não há obrigatoriedade. Há consciência. Por tal, você nunca ouviu falar de um Maçom que tenha, digamos, dado com a língua nos dentes. Se é que me faço entender...

Luizmar
15/10/06
Nélio, entendi e obrigado pelas respostas.

BessanT
15/10/06
Luizmar, disponha !

Aldo
16/10/06
Quanto ao silêncio.
Faço a indagação com todo o devido respeito e com o intúito único e exclusivo de conhecer um pouco mais sobre a Ordem dentro do que me for permitido. Eu já soube de casos de pessoas que já participaram ativamente da Ordem, chegando a graus elevados e que hoje agem como
"denunciantes" de práticas ocultistas ligadas à magia negra e afins. Há até livros editados por ex-participantes que, segundo afirmam, denunciam estas práticas. Qual o posicionamento adotado pela Ordem e seus membros no tocante a estes casos? E, definitivamente, "sem necessidade de conhecer os ritos", como os senhores vêem as práticas de pactos de sangue e sacrifícios executados por outras instituições??

BessanT
16/10/06
Aldo, o assunto "Maçonaria", pela própria condição, digamos, discreta, de nossa Sociedade, sempre rendeu, rende e renderá motivos para que pessoas inescrupulosas, se valendo de pseudos graus maçônicos, "tragam ao conhecimento" dos não-maçons, na condição de ex-pertencentes à Ordem, supostos "segredos". Realmente, há livros e mais livros escritos sobre o assunto por "experts" na matéria. Entretanto, posso lhe assegurar, trata-se, apenas e simplesmente, de uma forma desonesta de tomar o dinheiro de leitores incautos. Da mesma forma, afirmo com todas as letras que, nós Maçons, não nos envolvemos com rituais que tratem de magia (seja ela negra, branca, amarela ou vermelha...) em nenhum dos graus maçônicos. Por tal, vemos com reserva e preocupação, sociedades, seitas, organizações ou equivalentes, que se envolvem em pactos de sangue e/ou sacrifícios de quaisquer espécies.

Jefferson
16/10/06
Nélio, seria possivel você comentar sobre o posicionamento "filosófico" da Maçonaria sobre a morte?

BessanT
16/10/06
Jefferson, nenhum comentário específico sobre a morte. A Maçonaria encara a morte com extrema naturalidade. A morte é tão natural quanto o nascimento.

Jefferson
16/10/06
Valeu!

Aldo
17/10/06
Amigo Nelio, me permita......
Entendi bem sua resposta. Fica claro que os ritos reservados da Maçonaria em nada se ligam ás práticas ocultistas de invocação de espiritos e(ou) sacrifícios. Os que tais coisas inferem estão sendo levados por engodo de oportunistas que nada têm com a Maçonaria. Contudo me permita ser enfático em determinado ponto: Bem, pelo que entendi o iniciado se envereda em estudos filosóficos e morais/éticos, visando aperfeiçoamento do caráter e desenvolvimento cultural/intelectual, traduzidos em o que chamam de "graus". Vc acredita mesmo que um iniciado já com certo aprofundamento no compromisso que tem comsigo mesmo diante da Ordem, jamais poderia admitir um contrasenso capaz de leva-lo a revelar "verdades" da Ordem???

Aldo
17/10/06
competando a questão...
Não julgo o caráter do maçom mas proponho a instabilidade natural dos relacionamentos sociais humanos. A história da humanidade nos mostra que a infidelidade sempre marcou o caráter de muitos. Me surpreende por demais entender que os critérios maçõns sejam eficazes ao ponto de suplantar esta marca do homem natural. Isso presume uma "escolha perfeita" dos senhores Mestres.
É esta escolha perfeita possível?!

BessanT
17/10/06
Aldo, "jamais" é muito tempo... Até onde eu conheço a Ordem, ainda não vi casos como o que você interroga que possam acontecer. Entretanto, lógico está que não é impossível. Mas, como trabalhamos com a melhor matéria-prima do Universo - o Homem - somos forçados a depositar nossa confiança naquilo em que investimos. E, até hoje, não nos decepcionamos... Como reforço desta tese que exponho, posso até lhe afirmar que conheço casos de Maçons que, por motivos diversos, deixaram ou foram convidados a deixar a Ordem (alguns, até a contragosto) e, nem mesmo assim, quebraram seus juramentos. É, meu amigo, a mente humana é uma coisa muito séria. Ainda vale a pena acreditar no Homem...

BessanT
17/10/06
Aldo, complementando a resposta, nós, Maçons, não alcançamos tal grau de infalibilidade, antes pelo contrário, nossa luta é por perseguir a perfeição (embora a saibamos utópica). Muitas, incontáveis vezes, erramos na escolha daqueles que serão Mestres e receberão a responsabilidade de guardar nossos segredos. Mas, a seleção é natural. Ficam os que querem, saem os que assim o desejam. ...e o segredo permanece.

Luciano­
17/10/06
Entrevistanto um Maçom
Bom, fui crente durante muito tempo mas perdi a fé na crença em um deus seja de qual for o livro. Me considero ateu por não acreditar que tenho a quem recorrer nas horas de desespero ou que, de alguma forma, eu seja privilegiado pelo destino ou que forças desconhecidas por mim conspirem contra ou ao meu favor.
Hoje, com uma visão bem mais madura sobre as religiões (comparadas), mitologias e, também, conhecendo a necessidade humana, entendo que além de controle social, toda crença agrega e une (e molda) pessoas as fortalecendo em um grupo.
Bom, eu não sou muito de acreditar em fantasias espirituais mas acredito, sim, que existem momentos criativos provocados por forças criativas (fato) e, de uma certa forma, por toda coesão, perfeição, imutabilidade das leis, eu sempre me pergunto: Leis que obedecem a quê? Como podem existir assim do nada?
Mas elas existem e, até onde eu sei, possibilitam toda existência (que conhecemos ou não!)
Minha pergunta é: alguém em minha condição de crença pode ser aceito como maçom, mesmo desiludido com as crenças humanas (estabelecidas como absolutas pela tradição)?
Uma outra pergunta que me incomoda, eu farei pessoalmente, caso permita, em seu perfil. É só permitir e eu sigo em frente.
Obrigado por tudo e parabéns pela inteligência, respeito, competência e boa vontade em estar aqui com todos nós.

BessanT
17/10/06
Luciano, a necessidade primeira para que o homem possa ser iniciado Maçom, é que ele creia em Deus, não importando como O denomine. Como você se declara ateu, já estaria, por princípio, em desacordo com uma premissa básica da Maçonaria. Ou seja, você não seria nem proposto, muito menos aceito. Quanto a estar desiludido com as crenças (religiões), posso lhe afiançar que não ter uma religião definida, não impede o homem de ser iniciado na Ordem. Com respeito a outras dúvidas, caso deseje, pode visitar meu perfil e postar por lá. Entretanto, sugiro que o faça por aqui mesmo, pois, assim, outras pessoas que têm as mesmas dúvidas, poderiam desfazê-las. Um fraterno abraço.

Luciano­
17/10/06
Pergunta pessoal, pessoal!
Entendo...plenamente a situação. Obrigado pela resposta.
Em relação à minha pergunta pessoal, pode até ser que sirva para os outros membros da comunidade. Então aqui vai: Conheci alguns maçons de auvir falar e alguns com os quais tive contato.
Duas dessas pessoas me disseram a mesma coisa e até hoje eu não entendo porquê. Hoje, não tenho mais contato com nenhum dos dois, mas ainda fico me perguntando o que queria dizer com isso. Seria um código? Estariam me confundindo? Me testando?
Na época, eu não conhecia nada sobre certos assuntos que considero, de uma certa forma, a emancipação da alma humana. Mesmo assim eu era muito metafísico (com pés no chão) e tinha uma opinião sobre Deus bem diferente do que a maioria do ser humano em média tem.
Conversávamos pra caramba (tanto com um como com o outro, em épocas diferentes. As duas pessoas não se conhecem) e em um certo ponto da conversa, cada um me disse: "Você é maçom. Só não descobriu ainda."
Tudo isso com uma diferença de mais ou menos 3 anos do primeiro e segundo momento. Há algum código aqui? Há algum significado ou seria um teste?
Bom, como não mantivemos a amizade (de uma certa forma), posso entender que não deve lá ser coisa boa. O Sr. poderia comentar isso, se possível?
É isso! Obrigado.

Francisco
17/10/06
Nélio
Em primeiro lugar, claro, agradeço pelo tempo e pela boa vontade despendidos aqui.

Bom, eu gostaria de lhe fazer algumas perguntas indiscretas, e não sei se você poderá ou saberá responder. Você já disse que 99% dos casos em que se diz que a Maçonaria interviu em grandes eventos políticos e sociais isto é pura invenção - mas mesmo assim, que me lembre, há casos dignos de nota.

Se não me engano, alguns dos fundadores dos Estados Unidos da América eram Maçons, entre os quais Thomas Jefferson, salvo engano. Então lá vai:

1) Qual foi o grau de envolvimento da Maçonaria em eventos libertários de cunho revolucionário do Ocidente, como a Revolução Francesa e a Revolução Americana? Tais eventos, me parece, se encaixam perfeitamente no ideal maçônico de liberdade individual e política.

2) O símbolo atrás da nota de um dólar - o olho dentro da pirâmide - é um símbolo maçônico?

Obrigado pela atenção, e peço que releve a indiscrição das perguntas.

Fellipe_Suisso
17/10/06
4 perguntas
pode parecer um tanto "nada a ver", mais:

a Maçonaria tem alguma relação, por minima que seja, com os Templários?

Existe o Santo Graal?

Existe um relacionamento com o Vaticano?

e por fim, todo maçon trabalha dereta ou indiretamente para a Globalização?

BessanT
17/10/06
Luciano, não há, na colocacão que lhe foi feita, nenhum código maçônico. O que há, é a percepção que os seus amigos tiveram, ao conversar com você, de alguns princípios de comportamento que o credenciariam a ser iniciado na Ordem.
Quando me perguntam se Tiradentes foi Maçom, eu costumo responder que "sim, Tiradentes foi Maçom ! Só não foi iniciado" ! Parece incoerente ?
Então, veja: não há provas concretas de que Tiradentes tenha sido Maçom. Não existem documentos, atas de Lojas, etc. Entretanto, a atuação patriótica e libertária de Tiradentes, nos apontam comportamento e principios maçônicos. Logo, mesmo sem comprovação documental, eu posso considerar que Tiradentes foi Maçom, emtendeu ?
Mantidas as diferenças, seus amigos agiram da mesma forma com você.

BessanT
17/10/06
Francisco, eu não disse que "em 99% dos casos em que se diz que a Maçonaria interviu em grandes eventos políticos e sociais é pura invenção". O que foi dito é que em 99% das correlações que fazem dos graus maçônicos com eventos político-sociais, é pura lenda. Veja que existe aí uma grande, enorme diferença.

Vamos, então, aos seus questionamentos:

P) "Qual foi o grau de envolvimento da Maçonaria em eventos libertários de cunho revolucionário do Ocidente, como a Revolução Francesa e a Revolução Americana? Tais eventos, me parece, se encaixam perfeitamente no ideal maçônico de liberdade individual e política".

R) A Maçonaria esteve, sim, presente nos citados movimentos político-sociais supra citados. Sua atuação foi decisiva, diga-se de passagem.

P) "O símbolo atrás da nota de um dólar - o olho dentro da pirâmide - é um símbolo maçônico?"

R) Correto, o Olho Onividente é sim, um símbolo maçônico.

Fellipe_Suisso
17/10/06
Nélio
conhece a Mondex?
ela tem algo a ver com a Maçonaria?

o Priorado de Sião era uma Ordem?

o que é Deus, para a Maçonaria? ou seja; o que é o Grande Arquiteto do Universo? (uma visão mais completa e filisofica)

vcs usam o simbolo chamado de Bode Espiatório ou Bahphomet?

Fellipe_Suisso
17/10/06
o que significa, mais clara e filosoficamente, Deus é minha Justiça?
Dios Mom Que Jus (nem sei se é assim que se escreve)

BessanT
17/10/06
Fellipe Suisso, vamos tentar desfazer (ou não) suas dúvidas.

P)A Maçonaria tem alguma relação, por minima que seja, com os Templários?

R)Os Cavaleiros Templários surgiram com a finalidade de dar proteção física àqueles que viajavam para a Terra Santa, pois os mesmos eram assaltados e/ou mortos por bandidos que infestavam os caminhos. Os Templários se prontificavam a escoltar os nobres e clérigos que se aventuravam por aqueles caminhos, dando-lhes proteção em troca de pagamento ou recompensa pecuniária. Com o passar do tempo, os Templários amealharam fortunas incontáveis e poder bélico muito grande, o que passou a incomodar sobremaneira tanto a nobreza, quanto o clero. A situação chegou a tal ponto que o Papa resolveu extinguir aquela irmandade. E o fez. E por aí a História continua. Já a Maçonaria - operativa, naquela época - cuidava da construção física de obras como castelos, fortalezas, igrejas, catedrais, etc. Era uma irmandade formada por profissionais do ramo da construção civil. Você pode tirar daí, suas conclusões...

P)Existe o Santo Graal?
R)Não sei !

P)Existe um relacionamento com o Vaticano?
R)Um BOM relacionamento ? Não creio. Um MAU relacionamento ? Não creio. Um relacionamento político ? Não ! Um relacionamento de troca de segredos/informações ? Não !

P)E por fim, todo maçon trabalha dereta ou indiretamente para a Globalização?
R)Não ! E deveria ?

BessanT
17/10/06
Fellipe Suisso, não conheço a Mondex, mas sei que a Maçonaria não mantém relações que nenhuma instituição com tal denominação.

P) O Priorado de Sião era uma Ordem?
R) Sim, era.

P) O que é Deus, para a Maçonaria? ou seja; o que é o Grande Arquiteto do Universo? (uma visão mais completa e filisofica)
R) O Grande Arquiteto do Universo é, como a própria denominação afirma, o Criador e Senhor do Universo.

P) Vcs usam o simbolo chamado de Bode Espiatório ou Bahphomet?
R) Não, não usamos.

P) O que significa, mais clara e filosoficamente, Deus é minha Justiça?
Dios Mom Que Jus (nem sei se é assim que se escreve)
R) Exatamente o que está escrito. Tanto para Maçons quanto para não-Maçons.

Fellipe_Suisso
17/10/06
não sou homossexual, nem sou simpatizante ou completamente a favor. justamente por não ser homossexual.


mais gostaria de saber como a Maçonaria encherga o homessexualismo?
tanto Masculino como o Feminino.

Francisco
17/10/06
Obrigado pelas respostas, Nélio!

Fellipe_Suisso
17/10/06
obrigado pelas respostas, no entanto...
tenho muitas outras.
uma delas; poderia continuar perguntando?(minhas perguntas não vão revelar segredos, principalmente se o senhor for sábio nas respostas)

o que sigficam aqueles três pontinhos de identificação que formam uma pirâmide? (um em cima, dois em baixo)


o senhor me perguntou se a Maçonaria deveria trabalhar direta ou indiretamente pela Globalização. Eu respondo que sim, creio que o mundo só pricisa de um empurãozinho para melhorar mais 20%.

o simbolo do esquadro com o compasso não simbolizão o sexo?

um Maçon mente?

os, como vc chama, Não-Maçons são considerados algum tipo de pecadores ou infames?

BessanT
17/10/06
Fellipe Suisso, não falo pela Ordem Maçônica. Falo por mim, Maçom. Se você deseja saber se sou favorável a admissão de homossexuais na Maçonaria, digo que sou contra (...e lá vem pedrada).
Na vida não-maçônica, acho que cada qual faz de sua vida aquilo que melhor lhe aprouver. Questão de liberdade com a correlata responsabilidade. Saudações fraternais.

BessanT
17/10/06
Fellipe Suisso, espero ser "sábio" o suficiente pra responder suas perguntas sem revelar segredos da Ordem. Vamos lá !

P) O que sigficam aqueles três pontinhos de identificação que formam uma pirâmide? (um em cima, dois em baixo)
R) Podem significar um monte de coisas: Pai, Mãe, Filho; Manhã, Tarde, Noite; Nascimento, Vida, Morte; Preto, Branco, Cinza; Sabedoria, Força, Beleza... e por aí vai.

P)O senhor me perguntou se a Maçonaria deveria trabalhar direta ou indiretamente pela Globalização. Eu respondo que sim, creio que o mundo só pricisa de um empurãozinho para melhorar mais 20%.
R) Que bom que você pensa assim. Entretanto, existem aqueles que não aprovam a globalização. Há quem goste de "hallowem", mas também há que goste de "saci-pererê", não é verdade ?

P)O simbolo do esquadro com o compasso não simbolizão o sexo?
R)O sexo ? Não ! E porque deveria ? Aí já é preciso ser bastante criativo... Algo assim como Kama Sutra...

P)Um Maçon mente?
R)O Homem mente. É inerente a ele. Não deveria, mas mente.

P)Os, como vc chama, Não-Maçons são considerados algum tipo de pecadores ou infames, ou mesmo (esqwueci a palavra) diferentes?
R)Não ! E porque deveriam ser considerados pecadores ou infames. Só por não serem Maçons ? Não, absolutamente, não !

Fellipe_Suisso
17/10/06
Nélio
muito obrigado

sobre os pontinhos, prefiro ficar na minha interpretação pessoal e individual de Preto, Branco, Cinza.

eu acho as três manifestações da mente humana.

Preto=o desconhecido
Branco=o conhecido
Cinza=a junção dos dois.

BessanT
17/10/06
Grande Fellipe !

Aldo
17/10/06
Nelio
Obrigado pela sua disponibilidade em atender aos nossos inquietantes questionamentos. Eu nunca tive a oportunidade de conversar com uma Maçon, sobre a Maçonaria. Quando estive próximo a um Maçon, nunca toquei no assunto por entender que poderia causar constrangimento por se tratar de assunto reservado à uma classe específica. Contudo sempre tive inúmeros pontos de interrogação, muitos deles permanecem. Mas não se trata somente de curiosidade, é mais que isso. Sou essencialmente um investigador das causas filosóficas. Gosto de ler sobre ética; me arvoro nas biografias de homens que contribuíram para mudanças de rumo do mundo no curso da história, sejam estes bons ou maus exemplos. Tudo isso para atender o meu inquietante coração que anseia por entender os mistérios do homem (evolução ou degradação = psicológica, moral, ética, política, social, cultural). Sou temente a Deus, cristão, sigo os preceitos bíblicos por entender ser a única fonte fiel do cristianismo. Quanto mais penso em Deus e nas coisas perfeitas inerente ao caráter de Deus, mas me confronto com minhas fraquezas pessoais, com as relações humanas, e com o pensamento humano. Se há uma coisa que espero alcançar na terra além do bem estar e equilíbrio diário para minha família, é o Entender a Mente Humana em um nível bem mais profundo. Sei que ainda seria pouco, mas se um dia tiver maturidade suficiente para tal, aí sim me considerarei um homem sábio pronto para contribuir decisivamente para o equilíbrio de outros iguais.
Perdoe-me isso tudo pode parecer um tanto "viagem", mas estou sendo absolutamente sincero com o que penso.

Aldo
17/10/06
Ainda...
Andei lendo uma opinião pessoal de um outro Maçon em site correlato, e achei a opinião dele interessante: Ele afirmou que, pessoalmente, não é a favor de que uma pessoa procure uma Loja Maçônica revelando intenção de pertencer à Ordem. Ele afirmou algo parecido com ...COMO ALGUÉM PODE DESEJAR ARDENTEMENTE ENTRAR EM UM GRUPO DO QUAL OBTEVE INFORMAÇÕES LIMITADAS?... Este Maçon entende que melhor seria que a pessoa fosse convidada, o que garantiria um pouco mais de clareza nas informações motivadoras de um futuro iniciado e segurança para quem indica e avalia. Isso me pareceu sábio.
Por outro lado sou realmente grato pela sua disponibilidade e expontâneidade, esteja certo de que isso colabora para desmistificar alguns conceitos normalmente compreendidos erroneamente pela sociedade em geral. Particularmente gostaria que a estrada da vida um dia me proporcionasse estar mais próximo de alguém de vocês tendo como objetivo aprender um pouco mais. Obrigado Amigo.

BessanT
17/10/06
Aldo, sem querer discordar e já discordando do meu Irmão que lhe passou sua opinião, quero lhe dizer que qualquer pessoa tem o direito da bater às portas de um templo maçônico e externar seu desejo de pertencer à Ordem. Essa é minha opinião. Entretanto, não conheço UM SÓ Maçom que tenha sido iniciado por ter agido assim. Também não conheço UM SÓ homem que tenha sido rejeitado por fazer o mesmo. Até os dias de hoje, TODOS os que eu conheço, foram indicados para serem iniciados. Ocorreria que, tanto o que fosse bater às portas do Templo, como aquele que é indicado, ambos teriam e têm pouquísimas informações acerca do grupo a que anseiam pertencer. As informações concretas virão somente durante e após a Iniciação. Por mais que digam o contrário, tem sido assim desde sempre e tem funcionado (com raríssimas exceções). Quanto às pouco ilustradas respostas que aqui tenho postado, o faço com o intuito de tentar desmistificar aquilo que de mistico nada tem. Tento fazer a minha parte. Tento ser Maçom, na verdadeira acepção da palavra. Talvez um dia eu o consiga por completo. Fraternas saudações.

Beto
17/10/06
Nélio
Você conhece algum Maçon que seja budista?

O conceito de Deus no budismo é bastante diferente do que nas religiões ocidentais. Não é um ser com atributos pessoais. Não é o "grande arquiteto do universo". Em compensação, equanimidade, compaixão e desapego são bastante valorizados na filosofia budista.

A maçonaria é compatível com alguém que siga a filosofia budista?

BessanT
18/10/06
Beto, eu, particularmente, não conheço nenhum Maçom budista. Entretanto, como a Maçonaria não leva em conta a religião dos seus membros, nada impede que um budista venha a ser iniciado na Ordem, posto que ele acredita na existência de um Ser Supremo, pouco importando qual denominação Lhe seja atribuída.

Luciano­
18/10/06
Obrigado pela resposta, Sr. Nélio.
O homem é, basicamente, uma metamorfose ambulante, por assim dizer. Ele muda de tudo: de gosto, de opinião, de religião e crença...se apaixona, perde o sentimento...
Uma pergunta: uma pessoa acredita em deus e se ingressa na maçonaria. Lá aprende seus segredos e melhora como ser humano, passa a conhecer mais sobre a história (secreta), Os mistérios guardados a 7 chaves. Torna-se alguém amado e respeitados entre seus também irmãos maçons.
Por alguma razão — da vida —, ele deixa de crer em um ser superior (isso acontece, eu diria, nas melhores — e piores também!!! — famílias!).
Bom, caso ele externe sua opinião, ele é expulso da ordem por não mais compartilhar daquilo que foi fundamental para a sua entrada?
O que deve ele fazer? Falar a verdade para seus irmão e correr o risco de perder seus privilégios e respeito, enfim, ou fica quietinho e abafa seu novo estado de crença — descrença! — ?
Particularmente, nada é mais valioso que a verdade. Hipocrisia e mentiras fazem muito bem as aparências e fachadas. Mas o espírito, o coração, a alma, só se satisfazem com a verdade.

BessanT
18/10/06
Luciano, esta hipótese que você levanta é quase impossível acontecer, posto que, por seus estudos, o Maçom, a todo momento tem a confirmação da existência e da presença do Grande Arquiteto do Universo em todas as coisas da vida - da mais simple até a mais complexa. A constatação é inevitável. Mas, supondo-se que tal acontecesse - o Maçom deixar de crer no Ser Superior - ele mesmo, tenha certeza, se afastaria da Ordem. Não mais encontraria ambiente de convívio entre seus pares. Hipocrisia não rima com Maçonaria. Verdade, sim, rima com Fraternidade, com Liberdade e com Igualdade.

Luciano­
18/10/06
Pergunta quase quente: 33º graus!
Obrigado pela resposta. Sim, certamente, muita coisa existe que não conhecemos. A busca do conhecimento e verdade é o que realmente impulsiona mentes — como a minha — a estar sempre ponderando a existência ou não de um ser ou um algo (ou mais) que rege, controla, introduz, implementa e sustenta, toda existência. Para mim tudo isso é pura matemática. A ressoância que produz as formas do macro ou micro...(Ei, não o microcomputador não heim!!!! Brincadeirinha;-).
Eu acho que li ou ouvi (talvez imaginei, não sei) algo sobre o número 33. Números são importantes em meu trabalho. Ossos do ofício, sabe? De qualquer forma, não sei se, nessa coluna, poderia expor o que ouvi sem revelar, talvez, segredos alheios. Além disso, não poderia expor minha opinião, talvez especulativa, sobre algo que desconheço por completo.
Portanto, gostaria de saber se o Sr. pode nos indicar algo sobre a anatomia do número 33.
Obrigado.

Antonio
18/10/06
Degradação dos valores
Nélio, boa tarde e saudações.Gostaria de saber como a fraternidade vê hoje a degradação de valores a qual a sociedade se encontra? E quais são seus sentimentos em relação a isso, será que não só a Maçonaria como os nobres de coração não estão perdendo a batalha contra os desonestos e aproveitadores?
Gostaria de sua opinião.

BessanT
18/10/06
Luciano, sinto desapontá-lo, entretanto muito pouco ou quase nada posso expor sobre o número 33. Posso, apenas, dizer que se trata do número atribuído ao último dos graus maçônicos. É o ápice da pirâmide para um Maçom. Teoricamente, aquele que lá chegou, teve a oportunidade de ver descortinado ante seus olhos, todos os segredos da Ordem. Como eu devo receber o Grau XXII em dezembro, resta-me, ainda, algum caminho a ser percorido. Espero chegar lá em alguns anos.

BessanT
18/10/06
Antonio, a Maçonaria luta pela melhora individual de cada um dos seus membros, colaborando, desta forma, para que haja no meio em que vivemos, exemplos de conduta e pautar mais corretos. Esses exemplos seriam algo assim como "fermento" que daria condições à "massa" de crescer de modo uniforme. O procedimento de um Maçom é exatamente no sentido contrário ao que vemos em certos setores de nossa sociedade. Um Maçom deve ter retidão de caráter, bons princípios morais, deve amar e defender sua Pátria, deve honrar sua família e seus antepassados. Assim sendo, acreditamos que estamos fazendo a nossa parte para barrar uma possível deturpação dos mais caros valores de um povo. E, acredite, temos certeza que vamos triunfar nessa batalha.

Beto
18/10/06
Nélio
Existe uma avaliação que possibilita a passagem para um grau superior? Se sim, ela é feita pelos maçons de grau superior? É uma avaliação objetiva? Você já viu maçons aborrecidos porque esperavam ter subido um grau e isso foi negado?É possível passar de grau por antiguidade?

Por exemplo, um maçon de grau 32 é avaliado pelos maçons de grau 33 para poderem passar para esse último grau? Existe um número limitado de maçons de grau 33?

BessanT
08/10/06
Beto, sim existem inúmeras avaliações para que se ascenda a graus superiores. Essas avaliações são sempre feitas por aqueles que estão acima do grau do pretendente. Diferentemente das Forças Armadas, onde se diz que "antiguidade é posto", na Maçonaria isto não vale. Nunca vi Maçons aborrecidos por não receberem este ou aquele grau. Mas já vi alguns que se declararam não merecedores do grau que já poderiam pleitear. Pediram um tempo para estudar um pouco mais (e lhes foi concedido) Eu estou prestes a receber o Grau XXII e, até onde sei, não existe um número limitado de Maçons no Grau XXXIII. Eu pretendo chegar lá e se não houver vaga prá mim, faço igual a cobrador de ônibus: "Passinho a frente, faz favor..." rsrs

Luciano­
19/10/06
Entendo completamente a sua posição. De qualquer forma, obrigado.
Pergunto: Se nos trabalhos maçônicos, as provas da existência de um Ser Supremo se tornam cada vez mais claras, e levando em conta que a Maçonaria utiliza a bíblia (imagino eu, o velho testamento) como livro para certos, digamos, trabalhos (rituais?), podemos afirmar que:
1) Maçons acreditam em um deus pessoal
2) Acreditam também em orações, petições, etc.
3) Acreditam que, em circunstâncias especiais, com pessoas idem, podem dialogar com este Ser Supremo
4) Acreditam em pecados e sua remissão
5) Acreditam que sem derramamento de sangue não há remissão dos pecados
6) Acreditam em sacrifícios, holocaustos, ofertas a este Ser Supremo (que tem nome, personalidade, leis e tudo)
7) Nesse caso, acreditam também em bode expiatório e, portanto, sacrificam a este Ser Supremo, utilizando para tanto, os moldes do Testamento de Moisés, como aliás, está escrito que Salomão (entre tantos outros, inclusive Abel) o fez em massa

Bom, eh... eu... diria que, presumir é sempre demais, mas eu não pude evitar. Todas as afirmações acima são baseadas nos escritos da bíblia e, portanto, se crêem na bíblia, todas as afirmações são verdadeiras. A pergunta é: são verdadeiras todas as afirmações em relação à crença e costumes ou não é bem assim, ou todas as afirmações não correspondem à realidade de hoje.
É isso! Obrigado.

BessanT
19/10/06
Luciano, vou tentar desfazer suas dúvidas...
P)1) Maçons acreditam em um deus pessoal
R) Não. Acreditamos no Grande Arquiteto do Universo.
P)2) Acreditam também em orações, petições, etc.
R) Depende. Orações sinceras, sim. Petições de que tipo ? Aos santos ? Não.
P)3) Acreditam que, em circunstâncias especiais, com pessoas idem, podem dialogar com este Ser Supremo
R) Sim, podemos conversar com Deus de diversas formas, e não há necessidade de sermos pessoas especiais.
P)4) Acreditam em pecados e sua remissão
R) Eu, particularmente, não acredito.
P)5) Acreditam que sem derramamento de sangue não há remissão dos pecados
R) Não. De forma alguma
P)6) Acreditam em sacrifícios, holocaustos, ofertas a este Ser Supremo (que tem nome, personalidade, leis e tudo)
R) Não. Eu tenho alergia a sangue. Não posso nem ver que já desmaio...
P)7) Nesse caso, acreditam também em bode expiatório e, portanto, sacrificam a este Ser Supremo, utilizando para tanto, os moldes do Testamento de Moisés, como aliás, está escrito que Salomão (entre tantos outros, inclusive Abel) o fez em massa
R) Também não !
P) Bom, eh... eu... diria que, presumir é sempre demais, mas eu não pude evitar. Todas as afirmações acima são baseadas nos escritos da bíblia e, portanto, se crêem na bíblia, todas as afirmações são verdadeiras. A pergunta é: são verdadeiras todas as afirmações em relação à crença e costumes ou não é bem assim, ou todas as afirmações não correspondem à realidade de hoje.
É isso! Obrigado.
R)As afirmações, pelo que você viu, não correspondem à verdade.

BessanT
19/10/06
Luciano, vou tentar facilitar as coisas prá você. Tome por base, antes de qualquer interpretação ou pressuposição a respeito da Maçonaria, o seguinte: a Maçonaria NÃO é uma religião. Assim fica mais fácil você entender o que é possível ser entendido. Fraternais saudações !

Antonio
19/10/06
Concordo com vc. Gostaria de lhe agradecer pela resposta e lhe parabenizar pelo excelente nível das respostas, que está nos mostrando que não existe nada de obscuro por trás da Nobre Arte.
Abraços fraternais.

BessanT
20/10/06
Antonio, permita-me uma pequenina correção. Nobre Arte é o Box. Maçonaria é Arte Real. Saudações fraternais e obrigado pelas palavras elogiosas e imerecidas. Apenas faço o meu papel. Nada além disso.

OscarZito
20/10/06
Ola Nelio
Gostaria de saber se na concepcao da fraternidade macon....aqueles que nao fazem parte de seu circulo nao sao seus irmaos primos ou como vcs se chamam......Por ser um grupo com fins positivos a sociedade....o pensamento nao deveria ser mais universalista....e pensar q todos somos uma grande familia habitando um unico lar...a terra.

falo isso pq tenho amizade com alguns demolays e sao pessoas que gosto.....mas sinto q nunca serei de sua "familia".....pois sei que o sentimento interno e diferente.....mas sei q gostam de mim e eu deles....

BessanT
20/10/06
OscarZito, a Maçonaria considera que todos os homens são irmãos. Alguns irmãos pertencem à Ordem, outros não.
Quanto aos DeMolay, você já disse a algum deles que gostaria de fazer parte do grupo ? Se não o fez, faça. Seria muito bom para você e para a Ordem DeMolay se você fosse lá iniciado. Afinal, se você gosta deles e sente que eles gostam de você... Fraterno abraço.

Luciano­
20/10/06
Obrigado e sem mais perguntas. Tudo está claro para mim como a luz do dia agora.

Abraão
20/10/06
Nélio Bessant
.
.
O que os maçons pensam a respeito dos rituais mórmons que foram incorporados da maçonaria por Joseph Smith?

Houve em algum momento da história que maçons e mórmons chegaram a ter atritos? Eu estou perguntando, mas chuto que não, visto que há mórmons que são maçons.
.
Abraços.
.
.

BessanT
0/10/06
Abraão, nunca houve adoção por parte dos Mórmons de nenhuma das práticas da Maçonaria. Você está me contando uma novidade (na qual eu não acredito, diga-se).

Abraão
20/10/06
Nélio Bessant
.
.
Houve sim. O "Profeta" mórmon Joseph Smith era maçon e adotou alguns rituais maçons.

Basicamente eles saõ praticados dentro do templo.

Existe a adoção de um nome secreto.

Existe o uso de apertos de mãos "secretos" usados originalmente por maçons.

Além dos chamados sinais do sacerdócio (neste caso dos mórmons) copiado dos rituais maçons:

Se o fizermos (revelarmos o segredo) nossas gargantas serão cortadas de orelha a orelha e nossas línguas serão arrancadas pela raíz.

Se o fizermos(revelarmos o segredo), concordamos em ter nosso perito cortado e aberto e nossos coraç~eos e orgãos vitais arrancados de nossos corpos e dados aos pássaros do ar e ás bestas dos campos.

Se o fizermos concordamos que nossos corpos sejam abertos no meio e todas nossas tripas removidas


É possível que nem todas essas coisas sejam cópias ipsis literis. E atualmente os mórmons deixaram esses juramentos por serem um tanto "pesados" para uma seita cristã.
.
.
Concorda?

BessanT
20/10/06
Abraão, não, não concordo ! Garganta cortada... rsrsrs

BessanT
20/10/06
Abraão, e tem mais: o fato de Joseph Smith ter sido maçom, não quer dizer grande coisa. Baden Powell, fundador do escotismo, também foi Maçom, e, nem por isso, os escoteiros usam simbolos, sinais ou rituais da Maçonaria... Fraternas Saudações...

Abraão
20/10/06
Nélio Bessant
.
.
Eu estou sentindo, diga-me se é uma mera impressão, uma certa antipatia ao mormonismo de sua parte.

Baden Powell era maçom, mas o escotismo até onde eu saiba não é uma ordem ocultista. Daí não ser necessário mesmo que ele copiasse alguma coisa.

Mas quanto à questão dos mórmons, é fato que houve sim cópias de rituais, há inclusive fotos em internet. Homens no Templo recepcionando com a 'folha de figo' na vestimenta.

E quando eu perguntei se concordava não perguntava se você apreciava essas macabras pragas. Perguntei quanto à questão do nome secreto, os apertinhos de mão secretos, e aos juramentos citados que devem existir. Um maçom confirmou que pelo menos um deles é presente nos rituais maçons. No entanto ele estava com um perfil fake, e você está de cara limpa, e jamais iria falar dos segredos de sua loja.
.
.
Ainda assim, mesmo sem responder, abraços.

BessanT
20/10/06
Abraão, não há, de forma alguma, qualquer tipo de "antipatia" de minha parte com relação ao Mormonismo. Nem haveria motivos para tal. O Escotismo realmente não é uma ordem ocultista, aliás, não é nem mesmo uma ordem, antes uma sociedade civil.
Quanto aos Mórmons, se você acha que houve algum tipo de cópia de nossos rituais, fato "atestado, testemunhado e referendado pela internet"... quem sou eu prá contrariá-lo. Cultive suas verdades... afinal elas são suas.
"Folhas de figo" (SIC) na vestimenta... e daí ? o que isso quer dizer ? Que raios de "nome secreto" é esse ? O meu nome é Nélio, e não há nada de secreto nisto ! "Macabras pragas"... isso me assusta.
Juramentos, sim, eles existem... Mas só dizem respeito aos Maçons, aos iniciados. Agora, um Maçom "fake", não é um Maçom... é um fake. Eu, realmente, estou de "cara limpa", com nome e sobrenome e sei até onde posso ir nessa empreitada. Saudações fraternais.

*Ana Carolina*
20/10/06
Mulheres na Maçonaria
Nélio,
Se os objetivos centrais da maçonaria são, segundo o que vc afirmou, o "aperfeiçoamento intelectual e moral do Homem", visando o "melhoramento da Humanidade como um todo", por que nao sao aceitas MULHERES na maçonaria? (que eu saiba).
Nao seriam elas capazes de alcançar o "aperfeiçoamento" intelectual e moral? Ou será porque sao consideradas incapazes de trabalhar em prol do melhoramento da Humanidade como um todo? Nao quero parecer rude, mas simplesmente satisfazer uma curiosidade. O que vc pensa sobre isso? Vc acha q mudaria alguma coisa se a maçonaria aceitasse mulheres?

BessanT
21/10/06
Ana Carolina, eu poderia dizer que esta questão já foi respondida aqui mais de uma vez... mas vou fazê-lo novamente. A não aceitação do ingresso de mulheres na Ordem dá-se em função de proibição expressa contida em nossos Landmarks (Leis Tradicionais que regem a Maçonaria desde o seu começo). Não se trata de nenhum tipo de preconceito para com as mulheres, que julgamos tão ou mais capazes que muitos homens. Tradição, Leis e Regulamentos , apenas isso !

Cell
21/10/06
Seriam as mulheres capazes de guardar os segredos maçons com tamanha força?...
Muito já ouvi essa pergunta/justificativa também. Com certeza, é mentira, mas ... tem um fundinho de verdade e preconceito. kkkkkkkk

suvaco da cobra
21/10/06
Quais as consequências dentro da maçonaria para um maçon que cometa ou participe de um assassinato ?

Obrigado

BessanT
21/10/06
Cell, oh Cell, você sabe que não é preconceito. Você é uma pessoa inteligente e sabe disso, Cell. Vocês guardariam os mesmos segredos que nós guardamos, tenho certeza.

BessanT
21/10/06
Suvaco de Cobra (nome singelo, não) ?, todo Maçom que comete um crime na vida extra-templo, seja ele qual for (o crime e o Maçom), em sendo julgado culpado, será, após processo competente na esfera maçônica, excluído da Ordem.

suvaco da cobra
21/10/06
Querido Nélio é "DA" cobra .
abraços fraternais

suvaco da cobra
21/10/06
Nélio
Existe o poder Judiciário , existe também o judiciário maçonico .
Existe o poder Legislativo , existe também o Legislativo maçonico .
existe o poder Executivo , existe também o Executivo maçonico .

Esses poderes maçonicos são paralelos , atuam na sociedade nos setores da educação , saúde e segurança pública ? e se atuam podem trazer algum benefício ao povão .

Obrigado.

BessanT
21/10/06
Suvaco (permita-me a intimidade), a exemplo da República, na Maçonaria existem os Três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário, entretanto, como a Maçonaria Brasileira é mais antiga do que a República, fica fácil saber quem "clonou" quem.
Estes Poderes são independentes e harmônicos entre si e a eles cabe dirigir a Maçonaria e ditar as regras para a sua atuação no mundo "profano".
Desculpe-me pelo "de" no lugar do "da"... letras exercem papel fundamental na comunicação. E, no caso específico então, nem se fale... Saudações ofídias...ou seriam ofídicas ? rs

suvaco da cobra
21/10/06
super Nélio
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
show de bola do seu Nélio.
valeu !
abs.

Peter Leal
22/10/06
>> Seriam as mulheres capazes de guardar os segredos maçons com tamanha força?...

*Tenho certeza que sim*.
Há várias outras Ordens Iniciáticas - algumas menos e outras bem mais fechadas que a Maçonaria - que aceitam mulheres e nunca tiveram esse tipo de problema relacionado a elas serem capaz de "guardar secredos".

Na verdade os dados que temos sobre isso revelam que nos casos de perjúrio (traição do voto de sigilo) vêm em sua grande maioria (mesmo proporcionalmente!) dos homens que fazem parte dessas Ordens.

Principalmente nos casos onde o indivíduo está insatisfeito com a forma como as coisas acontecem administrativa ou ritualisticamente e quer fazer alguma modificação própria, criando assim "sua própria 'ordem'" (ex.: maçonaria mista, Ordem dos Templários do Oriente "thelemita", "nova" Golden Dawn, etc) - são quase sempre os HOMENS os perjúrios.

Organizações como a Ordem Rosacruz (AMORC), a Ordo Templi Orientis (OTO) e outras - que aceitam homens e mulheres entre seus Iniciados, eventualmente encontram entre os homens os perjúrios. As mulheres tendem a ser mais controladas e discretas nesse sentido.

Felipe
22/10/06
olá tio Nélio... tio so uma pequena correçao sobre a presença das mulheres praticipando como maçons

as mulheres ja estão sendo aceitas como maçons... claro depende de cada loja....

Bom realmente nao sei se é verdade isso q eu postei ... eu apenas li em um site sobre DeMolay e Maçonaria,

abrassos fraternos

BessanT
22/10/06
Peter Leal, vamos partir de uma premissa simples: ninguém disse por aqui que as mulheres são incapazes de guardar segredos ou qualquer coisa que o valha. Isto é uma ilação inteiramente sua, da qual eu discordo completamente, acrescente-se. A principal (e talvez única) questão levantada a respeito da probição da aceitação das mulheres na Ordem Maçônica, é se seria ou não preconceito tal proibição. Venho defendendo o parecer que, antes de ser preconceito, trata-se, única e exclusivamente, de acatar-se ou não, normas legais e tradicionais. Tudo que se disser além disso, é pura especulação. Fraterno abraço !

BessanT
22/10/06
Felipe, as chamadas "lojas femininas ou mistas" não têm o reconhecimento da Maçonaria. Logo, podem se auto-intitular do que quiserem. Mas NÃO SÃO Maçonaria.

suvaco da cobra
22/10/06
Sr. Nélio
Como os maçons se possicionan sobre a questão do aborto ?
Não digo individualmente e sim o corpo todo.
abraços fraternais.

Cell
22/10/06
Qual o grau que o membro deve ter para ser venerável, delegado e grão mestre?
Podes explicar a função de cada um?

Os lawtons vem antes dos demolays? Minhas sobrinhas são lawtons, mas nunca poderiam ser demolays, como com os adultos e mulheres?

Dalila
22/10/06
Olá Nélio!!!
- Numa de suas primeiras respostas, em relação à participação das mulheres, às quais é restrita, foi dito: "Na Ordem TODOS são iguais" Se são todos, por que não as mulheres?

E o mundo tem rejeitado todas as formas de machismo, a mulher evoluindo em relação a seus direitos, porque o Maçonaria não evolui com o mundo, nesse aspecto?

- Se vc disse que a Maçonaria só existe em favor do bem, qual o papel social da Maçonaria?

- E porque esse nome LOJA? ou a origem dessa designação?

BessanT
22/10/06
Cell, para ser Venerável, é necessário ter o grau de Mestre há, pelo menos, três anos Maçom. Para ser Delegado, é preciso ser Mestre Maçom. E, para ser Grão Mestre, é preciso ter muuuuiiiita vivência e paciência... rs rs rs
Um Venerável preside uma Loja Maçônica.
Um Delegado representa o Grão Mestre em uma região específica.
O Grão Mestre é a função executiva máxima dentro da Ordem. No Grande Oriente do Brasil existem os Grãos Mestres Estaduais e o Grão Mestre Geral.
Lawtons e DeMolay são organizações para-maçônicas distintas. O fato de ser lawton não impede que seja DeMolay e vice-versa.

BessanT
22/10/06
Dalila, no tocante à participação feminina na Maçonaria, seria repetitivo eu responder sua pergunta. Já foi exaustivamente colocada aqui, a posição da Ordem. Respeito às tradições, eis a questão. Mulheres "padres", você já viu ? Então, é a mesma coisa: tradição !
A Maçonaria tem relevante papel social e assistencial, mantendo hospitais, creches, asilos, orfanatos, escolas, etc...
A denominação Loja (loggia) vem dos primórdios da Ordem, quando os Maçons Operativos se reuniam em uma espécie de cooperativa para "venderem" seus serviços profissionais que cuidavam da construção civil.

BessanT
22/10/06
Grande Suvaco, por princípio, a Maçonaria é a favor da vida. Eu, particularmente, sou a favor da liberdade individual com a correlata responsabilidade.

Cell
22/10/06
Tio, não entendi... Lawtons e DeMolays são ordens excludentes? ou melhor: algumas lojas escolhem uma ou outra?

Não conhecia o termo DeMolay. Conheci aqui na entrevista.
Falei de não serem por serem meninas.

BessanT
22/10/06
Cell, se eu responder por Lowtons e DeMolay, corro o risco de lhe dar informação errada. Sugiro que você busque, aqui mesmo no Orkut, as comunidades específicas. Por certo as informações serão mais consistentes.

Ryuuku Ripper
22/10/06
À Cell
Eu posso ajudar com a resposta quanta à ordem DeMolay...pelo meu conheciemnto, posso dizer que é uma ordem destinada aos filhos dos maçons, aqueles que ainda não atingiram ainda a maioridade. Sei pouco sobre ela, embora meu pai seja maçom e tenha muita vontade de que eu participe dela, na região que eu moro ela não existe.

Anônimo
22/10/06
Prezado Nélio, pertenço a Amorc desde 1982 e tenho vários amigos maçons, mas nunca tive atrevimento de perguntar sobre uma coisa até muito simples, pois eles nunca me perguntaram nada a respeito da ordem. Mas como o senhor tem demonstrado muito atencioso, vou arriscar a pergunta. Sei que é meio insignificante a pergunta, mas é pura curiosidade.
É verdade que os maçons utilizam em suas assinaturas os 3 pontinhos?
Se for verdade, qual seria o motivo sendo que muitos iniciados em graus elevados utilizam-se de sinais ou palavras "secretas" que somente os que estão no mesmo grau ou em superiores podem identificar?

BessanT
22/10/06
Vlademir, sim, muitos Maçons costumam tripontuar suas assinaturas. Entretanto, também é verdade que alguns profanos fazem o mesmo. Para os Maçons, já foi uma das muitas formas de identificação (já em desuso por ter caído no uso comum). Quanto a sinais e palavras secretas de reconhecimento, cada grau tem as suas e os seus, sendo que somente os iniciados nos graus as (os) conhecem.

OscarZito
23/10/06
Ola nelio
Agradeço a indicacao....mas nao gosto...de me afiliar....a nada...gosto de me afiliar a tudo.ok...e fico feliz...por fazer parte de sua "familia" tb.....abracaum

Ricardo beatles
23/10/06
ola Nélio!!!

eu gostaria de saber se é verdade que os Maçons tem certos preconceitos com os católicos?
PS:se vc puder me responder, é claro. Obrigado
abraço

BessanT
23/10/06
Ricardo Beatles, não, nem a Maçonaria nem os Maçons têm qualquer tipo de preconceito com os Católicos ou com outros religiosos, sejam eles quem forem. Não há nem haveria motivos para tal posicionamento. Abraços fraternais.

Ricardo beatles
23/10/06
bom saber
é interessante porque uma vez ouvi de um amigo isso e achei realmente estranho porque é meio sem sentido!!!de qualquer forma obrigado e um grande abraço

☆ Moema ☆
23/10/06
Olá Nelio!
Como tens passado?

Não vejo a maçonaria tão inacessível. Em linhas gerais, existe hoje um variado material a respeito, para aquele (a) que quiser procurar.
O que você você me diz dos livros de J.M.Ragon e Jorge Adoum?

Um abraço.

BessanT
23/10/06
Moema, você tem toda a razão. Existe à disposição dos interessados, vasta gama de literatura a respeito da Ordem. É possível estudá-la com bastante conteúdo. O que continua inacessível sâo os segredos maçônicos. São eles que despertam a curiosidade do "profano". Quanto a Ragon e Adoum, li muito pouco deles e não me considero em condições de emitir pareceres.

[LUTO]
23/10/06
Uma maçon pode sedeligar depoisde conhecer varios segredos?E tem que pagar algum preço pelo desligamento?

BessanT
23/10/06
Cláudia, pode sim, Cláudia. O "preço" é somente a mensalidade de sua Loja, nada mais. Por mais que você possa ouvir ao contrário, é simples assim, pode acreditar. Abraço fraternal.

Douglas
24/10/06
Nélio
Entre os dias 12 e 15 de outubro, em Brasilia, foi realizada a Soberana Assembléia Federal Constituinte no Grande Oriente do Brasil (GOB), evento que contou com a participação de deputados federais da maçonaria de todo o Brasil, e que teve como objetivo elaborar o projeto da Constituição na íntegra, sendo que a Comissão de Sistematização ainda deverá revisar o texto aprovado. Poderia nos esclarecer melhor sobre isso, e qual a importância deste ato para a Maçonaria e para o Brasil ?? Desde já ... obrigado.

BessanT
24/10/06
Douglas, o Grande Oriente do Brasil é considerado a célula máter da Maçonaria Brasileira. Criado em 1822, é ele quem dita as normas legais para os Grande Orientes Estaduais e, por via de conseqüência, para todas as Lojas a ele federadas. Tais normas emanam e estão contidas na Constituição do GOB, cujo texto é fruto de uma Assembléia Constituinte, convocada com o fim específico de legislar sobre os assuntos contidos na Constituição. Ao fim da missão, a Assembléia é dissolvida. A importância de tal evento dá-se por entendermos que as leis maiores que regem a Maçonaria, devem, periodicamente ser revistas, adequando-se á realidade socio-política da Pátria e da própria Ordem. Ressalte-se que a República, como a conhecemos, tem suas bases extraídas e moldadas no mesmo formato dos poderes que regem a Maçonaria: três poderes harmônicos e independentes (Executivo, Legislativo e Judiciário). Temos nosso "Presidente", o Grão Mestre Geral; nossos "Governadores", os Grãos Mestres Estaduais; nossos "Prefeitos", os Veneráveis das Lojas; os Deputados Estaduais, representantes das Lojas junto à Poderosa Assembléia Legislativa Estadual, e os Deputados Federais, que nos representas na Soberana Câmara Federal. Pelo exposto, percebe-se a importância da Assembleia Constituinte. Apenas um adendo: TODOS OS CARGOS CITADOS, SÃO EXERCIDOS GRATUITAMENTE. SE ÔNUS HOUVER, ASSUME-O O IRMÃO EM CARGO.

Samuel
25/10/06
Meus cumprimentos...
Nélio, td bom? Te parabenizo pelo carinho e pela boa vontade de esclarecer várias curiosidades que as pessoas que estão fora da maçonaria têm.
Meu sogro é marçon, tenho o prazer de participar de festinhas, de confraternização, viajens da loja etc... e já deu para perceber o tanto de coisas boas q a maçonaria faz a respeito da caridade e várias outras coisas, que passa despercebido pela comunidade e os mesmos não fazem questão de mencionar (como diz: o que o braço direito faz, o esquerdo não precisa saber), e espero um dia ter o prazer de participar.
Mas tocando no assunto das mulheres não participar, que você já respondeu várias vezes. Eu sei que é uma tradição, como você mesmo já disse várias vezes, queria saber no seu ponto de vista se já não está na hora de modificar essa lei ou tradição? como vc mesmo disse acima q existem encontros para rever as leis da maçonaria. Eu não olho como preconceito, mas faz parecer que existe diferença entre homem e mulher... já que estamos numa época que queremos acabar com as diferenças. Existe alguma possibilidade de algum dia mudar isso, as mulheres participarem? Sem falar que onde tem mulher as coisas são feitas com mais amor, carinho e organização rsrsrsrs. Desculpa, ficou um pouco grande o texto, desde já agradeço sua atenção.

BessanT
25/10/06
Samuel, a Assembléia Constituinte, que citei anteriormente, reune-se para legislar sobre leis "civis", não sobre os princípios da Ordem. Estes estão contidos nos Landmarks, que são imutáveis. Não vejo a mínima possibilidade de isto vir a ser alterado, um dia. Quando tal acontecer (alteração dos Landmarks), teremos uma sociedade que poderá ter qualquer nome, menos Maçonaria. Adoramos respeitamos e louvamos as mulheres, mas Maçonaria, como a entendemos, é composta só por homens. Fraterno abraço.

suvaco da cobra
25/10/06
Super Nélio
Existe maçonaria em governos comunistas ou socialistas .

Ex. Coréia do Norte , China ou Cuba .

Abraços fraternais.

BessanT
25/10/06
Suvaco (permita-me, mais uma vez a intimidade. Afinal, é muito bom vê-lo por aqui), a Maçonaria é de caráter universal. Possivelmente, em regimes fechados, os Maçons trabalham de forma muitíssimo discreta, bem escondidinhos, mas trabalham... e como trabalham... Como cobra não tem braço, receba meu abraço, para o qual não posso esperar retorno... rs rs rs.
Indagação: se não tem braço, que raio de suvaco é esse ?

Renan Celso
25/10/06
O senhor pode ser punido por revelar segredos da maçonaria??? E se puder, você tem medo???

BessanT
25/10/06
Renan Celso, se eu revelar um só segredo que seja (da Maçonaria), serei considerado perjuro, ou seja, aquela que trai seu juramento. Por tal, serei expulso da Ordem. Você pergunta se eu tenho medo que isso ocorra e eu lhe respondo que não ! Nunca, jamais, em tempo algum, quebrarei os juramentos que fiz e ratifiquei por diversas vezes. E ainda hei de ratificá-los muitas outras, se o Grande Arquiteto do Universo assim o permitir. Ou seja, infere-se que tudo que já postei anteriormente nesta e em outras comunidades, NÃO É SEGREDO ! Saudações fraternas !

Ponderador
25/10/06
Nélio,
Em contatos na comunidade maçonaria fui recebido com grande rispidez por alguns membros, até certo ponto comprensível, mas que, de forma alguma me deixou mágoas.
Ao contrário, aqui o Sr. tem se mostrado muito solícito, educado, informado e com um otimo raciocínio dedutivo.
Mesmo sabendo -deixado claro no início das postagens- sobre suas responsabilidades quanto as suas palavras, o Sr. foi indicado por algum superior ou teve que pedir permissão à ordem para fazer esta entrevista?

BessanT
25/10/06
Ponderador, me causou espanto você ter citado a forma como teria sido recebido em outras comunidades, particularmente por membros ditos maçons. Não é comum ! Não é normal ! Peço desculpas por eles.
Quanto à sua indagação, posso lhe assegurar que estou aqui à disposição dos foristas, por minha livre e expontânea vontade. Esclareço, ainda, que a Maçonaria nos dá (e a mim também) total liberdade de expressão. Todo e qualquer abuso é vinculado a respectiva responsabilidade. Portanto, não me foi, não é e nem nunca me será exigido solicitar permissão para me manifestar. Um fraterno abraço !

Renan Celso
26/10/06
NÉLIO:
Obrigado pela resposta! Mas eu tenho outra pergunta:
O senhor poderia nos dizer se é verdade que, quando um membro entra na ordem, os outros ordenados fazem investimentos para que ele se torne próspero financeiramente?
Outra pergunta:
O senhor poderia nos dizer quantos maçons existem aproximadamente no Brasil? Em que região existem mais maçons?
Mais uma perguntinha:
O sennhor chegou a ver a revista super interessante que saiu esses meses atrás e dizia revelar os segredos da maçonaria? Se você viu, você ficou indignado? Surpreso?

BessanT
26/10/06
Renan Celso, não, não é verdade. Cada membro que é admitido na Ordem deve ter condições de se manter, manter sua família e fazer face aos compromissos de sua Loja. Ocorre, às vezes, de um membro enfrentar dificuldades e sua Loja, na medida do possível, socorrê-lo.
Não sei exatamente quantos são os Maçons espalhados pelo território nacional. Creio que algo em torno de 150.000 (considerando-se, apenas os que estão em atividade).
Quanto à Superinteressante, eu vi, sim. Nada ali me causou espanto, indignação ou surpresa. Os segredos da Maçonaria só interessam, dizem respeito e podem ser interpretados pela Maçonaria e pelos Maçons.

Sergio
27/10/06
Prezado Nélio
Parabéns pela sua determinação e boa vontade nas respostas. A minha pergunta é simples. Um Homem para ser convidado para o ingresso na Ordem precisa ser livre e de bons costumes, porém para ser iniciado necessita fazer juramento e pertencer a uma obediência. Desde modo, um Maçom não seria um escravo, preso a este juramento e a esta obediência, ao invés de um Homem livre?
Saudações. Sérgio Cirino.

BessanT
27/10/06
Sérgio, quando a Maçonaria se refere a escravidão, logicamente está se reportando às situações negativas que aprisionam o ser humano. Incluam-se aí, os vícios, os maus costumes. Ser escravo da virtude, antes denegrir, eleva o homem. Portanto, entenda-se que o compromisso assumido com a Ordem e com a Potência onde se é iniciado, se for encarado como escravidão, seria a doce escravidão ao bem. E, também considere, que se trata de ato formal, buracrático. O homem continua livre, embora compromissado com uma orientação de uma Potência maçônica. Abraço fraterno.

Samuel
27/10/06
Nélio;

I got one question for you.

Confesso não ter aperfeiçoado nem formado meu conceito sobre essa "sociedade" com solidez, mas tem algo que me intriga. Quem sabe vc possa me iluminar.
1- A Maçonaria procura não "ferir" as religiões, certo? Procura abraçar todas. Um exemplo seria a bíblia aberta em todas as lojas.. pois bem. Há diversos cristãos que fazem parte dela. Mas para ser admitido tem todo um ritual de ordem, inclusive um juramento feito.. para manter segredo, e em relação ao compromisso de seus membros uns com os outros, certo?
Mas um ponto em que essa religião parece tropeçar, e esse é apenas um que eu vejo como leigo, é o fato do juramento. Os cristãos são advertidos pelo próprio Cristo que não jurem; antes que suas palávras sejam sim sim, não não, e que tudo que disso passar vem do maligno. Nisso esses supostos cristãos desobedecem a Cristo.
Que te parece?

BessanT
27/10/06
Samuel, para que você possa começar a entender algo sobre Maçonaria, tenha por princípio que a mesma é uma Ordem Iniciática. NÃO É UMA RELIGIÃO. Bem, partindo daí fica mais fácil compeender como as coisas funcionam. É verdade o que você diz sobre o juramento. Ele existe, é válido e é seguido. É feito sobre o Livro que representa a crença de quem está jurando, ou seja, pode ser a Bíblia, o Alcorão, a Torá, o Livro dos Mormons, etc, etc,etc. O juramento é feito sobre um Livro Sagrado com o intuito de dar caráter de autenticidade ao compromisso. Não há nada de religioso nisso. E, nem todos os membros da Maçonaria são cristãos. Acolhemos irmãos de todos os credos. Espero ter ajudado a sanar algumas de suas dúvidas. Fraterno abraço.
Nisso esses supostos cristãos desobedecem a Cristo.
Que te parece?

Samuel
27/10/06
O Sr. poderia traçar os diferenciais entre Ordem Iniciática e Religião?

Guilherme
27/10/06
Nélio
Por que alguém iria querer se tornar um maçom?

BessanT
27/10/06
Samuel, religião é a prática sistematizada de devoção, seja a Deus ou a outras manifestações.
Ordem Iniciática é uma sociedade onde os membros passam por uma cerimônia de iniciação para adentrar a ela.

Samuel
27/10/06
E que ocorre nessa iniciação senão o juramento de devoção à fraternidade?

BessanT
27/10/06
Guilherme, eu poderia lhe responder que esta pergunta você deveria fazer a si mesmo, mas não ! Muitos almejam pertencer à Maçonaria e só poucos conseguem seu intento. O objetivo de pertencer à Ordem deve, por princípio, ser norteado pelo sincero desejo de progredir intectual, moral e filosoficamente na vida. Ser Maçom é, antes de tudo, assumir compromissos consigo mesmo; de se melhorar para servir de exemplo; de trabalhar pelo bem da Humanidade sem esperar qualquer recompensa. Ser Maçom é estar disposto a se doar !

Samuel
27/10/06
*leia-se como fraternidade, Maçonaria.

BessanT
27/10/06
Samuel, as Iniciações, são a porta de entrada de um profano em uma ordem. Assim também o é na Maçonaria. Numa cerimônia de Iniciação acontecem situações diversas que não são permitidas ao não iniciado tomar conhecimento. Só aos Maçons interessa. Abraço fraterno

BessanT
27/10/06
Samuel, não existe "devoção" à Maçonaria. Existe um juramento de lealdade.

Samuel
27/10/06
Yeah, sure.

Obrigado por ter feito o possível.
Abraços.

BessanT
27/10/06
Disponha, Samuel ! Abraço

Guilherme
27/10/06
Nélio
Entendo...obviamente não é necessário ser maçom para evoluir moral ou filosoficamente.
Digamos que a maçonaria seria um grupo de estudos como outro qualquer, então.




Me vieram outras questões:

1 - Ser maçom é ter estatus?

2 - Por que um grupo de estudos e filantropia como outros por aí ganhou tamanha força?

BessanT
27/10/06
Guilherme, não, a Maçonaria não é um grupo de estudos e, se fosse , não seria como qualquer outro. Ela é uma sociedade, iniciática, filosófica, filantrópica, progressista, que pugna pela Liberdade, pela Igualdade e pela Fraternidade entre todos os Homens espalhados pela face da Terra...
Outras questões: ser Maçom não é ter status, antes, é ter responsabilidades;
Como não somos "um grupo de estudos e filantropia como outros por aí", as razões da "força" que ganhamos são outras e merecem ser estudadas com afinco por qualquer pessoa. Um forte abraço.

Moema ☆
28/10/06
Maçonaria
"A franco-maçonaria é uma associaçãouniversal,sujeitaàs leis de cada país. Em cada estado, como emcada loja, ela é uma sociedade intima de homens escolhidoscuja doutrina tem por base o amor a Deus, sob o nome de Grande Arquito do Universo, e o amor aos homens; por regra a religião natural e a moral universal. Ela tem por causa a verdade, aluz, a liberdade;por princípio, a igualdade, a fraternidade, a beneficência; por armas, a persuasão e o bom exemplo; por fruto, a virtude, a sociabilidade, o progresso; e por finalidade o aperfeiçoamento e a felicidade da humanidade que ela tende a reunir sob uma só bandeira. Seu centro e seu império estão onde está o gênero humano; não se trata de uma siciedade secreta, mas de uma siciedade que tem um segredo.
De acordo com essa definição, faz parte da sabedoria e do interesse de todas as lojas só admitir à participação de nossos mistérios pessoas dignas de compreender os encinamentos da maçonaria e de concorrer para alcançar os objetivos a que ela se propõe. As lojas devem, portanto, agir com maior prudência na admição de um profano."
J.M.Ragon (edição 2 ano 1988 - Ritual do Aprendiz Maçon - Tradução de Frederico Ozanam Pessoa de Barros editora pensanmento).
"Josef Marie Ragon é um dos mais conspícuos escritores maçonicos. Nascido em Bray-sur-Seine em 25 de fevereiro de 1781, inicioou-se aos 22 anos na Loja Capitular dos Verdadeiros Amigos. Da cidade de Bruges , tranladou-se para Paris.Diz-se que possuía numerosos documentos recebidos do famoso conde St. German, que lhe comunicou seus profundos conhecimentos sobre a maçonaria primitiva. Viajou por vários países, e especialmente pela América, sempre pesquisando, abeberando conheci,emtos maçônicos.
Participou ativamente dos trabalhos de reforma empreendidos pelo Grande Oriente fancês, do qual foi decidido colaborador, mormente no tocante à introdução do Rito de Misraim na França. Foi prolífero autor de numerosos artigos e discursos notávéis, pelo qué, no genero, um dos mais conhecidos e acatados eruditos maçônicos.

☆ Moema ☆
28/10/06
Maçonaria (cont.)
"Foi também um dos primeiros a aceitar a Maçonaria filosófica e racional" Joaquim Gervásio de Figueiredo °

BessanT
28/10/06
Moema, grato pela colaboração !

Dora
07/11/06
Nelio
Qual a finalidade dos tres pontinhos apos a assinatura dos macons?

BessanT
10/11/06
Dora, os três pontos na assinatura foram, de certa forma, vulgarizados, sendo usados hoje por maçons e por não maçons. Para os maçons tem diversos significados. Em outros tempos foi uma forma de identificação. Hoje está, de há muito, ultrapassada.

Valdi®
11/11/06
Nelio
Qual é para vc o papel da Maçonaria hoje no contexto mundial?
Sabendo-se que muitos dos presidentes dos EUA e desde monarcas até presidentes brasileiros faziam parte da sua irmandade?

Como vc lida com o preconceito que pessoas que não sabem nada sobre sua ordem, e inventam absurdos como os de que vcs sejam satanistas, etc. Talvez por conta das difamações sofriadas pelos templários no passado?

BessanT
13/11/06
Valdir, o papel da Maçonaria independe do contexto mundial. Ele foi e sempre será o de aperfeiçoar o Homem, fazendo dele, um exemplo para a sociedade onde o mesmo atua. Em algumas ocasiões, na história pátria, a Ordem, se valendo de sua força de atuação e prestígio que lhe são inerentes, interferiu na política, com vistas a promover um aperfeiçoamento da situação reinante então. Fez Imperadores, Presidentes, Senadores, etc. Muitas vezes acertou...outras errou. Mas, sempre atuou.
Quanto à falta de informação existente junto ao vulgo, procuramos, na medida do possível, esclarecer. Acho até, que seria melhor informar, para não ser necessário esclarecer. Mas, quem sou eu para ditar normas. Faço a minha modesta parte e espero estar ajudando. Fraterno abraço !

Elenise ॐ
24/11/06
Olá!
Parabéns pelas explanações!

Gostaria de saber se é verdade que, para ser convidado a ingressar na Ordem há uma investigação profunda sobre a vida do "convidado", tendo até pessoas que o seguem para apreciar suas atividades.

Obrigado!
Beijos no Coração!

Samantha
24/11/06
Nelio
e quanto ao Monastério do Sinai, a ordem por trás dos templários (me desculpe se esta pergunta ja foi feita é q acabei de chegar na comunidade e ja existem muitos posts neste tópico e estou lendo-os aos poucos), estou lendo o livro "O Santo Graal e a linhagem sagrada" e ele diz q a maçonaria é um braço criado pelo Monastério do Sinai, o q vc pode nos falar a respeito disso?




Guilherme vc por aqui??? Mundo pequeno rsrs

BessanT
24/11/06
Elenise, existe, sim, uma ampla sindicância a respeito da vida de um pretenso candidato a ingressar na Ordem. Ela é efetuada por três Mestres Maçons, separadamente. É feita com todo o rigor que nossa realidade permite, mas não há exageros nem atos extremados. Apenas rigor ! Saudações fraternas !

BessanT
24/11/06
Samantha, gostaria de poder satisfazer sua curiosidade, entretanto, sinto decepcioná-la, mas a Maçonaria nada tem a ver com o tal Monastério do Sinai. Muitos escritores não maçons, desautorizadamente, tantam ligar a Ordem Maçônica com a Ordem do Cavaleiros Templários. Isso vende muito livro, sendo, portanto, fácil de se constatar os verdadeiros motivos de tais alusões. A realidade é que não existem provas cabais de que a Maçonaria tenha algo a ver com os Templários. Existem, sim, especulações, nada mais !
PS: também estou lendo, a título de diletantismo, o mesmo livro.
excluir
não há foto
Anônimo
24/11/06
oi nélio eu tenho curiosidade de saber por que as filhas de jó não leem e estudam e aprendem o mesmo que os homens? Por que mulher nao pode ser maçom como homem maçom com os mesmos estudos, e leituras e etc? obrigada :)

BessanT
24/11/06
Iasmin, a Cesar o que é de Cesar, e as Filhas de Jó o que é das Filhas de Jó. Elas leem e estudam aquilo que compete a elas ler e estudar. Os Maçons leem e estudam o que a eles compete. São sociedades diferentes, formadas por pessoas diferentes, com objetivos diferentes. Quanto a mulher não poder ser iniciada na Maçonaria, Iasmin, a questão já foi exaustivamente, debatida em tópicos anteriores. Fraterno abraço !

Anônimo
24/11/06
tá bom, vou ler, :)

Samantha
24/11/06
Nelio
muito obrigado pelo esclarecimento, desde que comecei a ler o livro (ja estou quase no fim) fiquei muito curiosa para perguntar a um Maçon quanto a veracidade do q este diz mas ainda não havia tido a oportunidade, mais uma vez muitíssimo obrigada

BessanT
24/11/06
Samantha, disponha e tenha sempre em mente que, mesmo os escritores comprovadamente maçons, ao escreverem sobre a Ordem, o fazem expressando a visão particular de cada um deles sobre o assunto. Ou seja, é a verdade DELES. A Maçonaria não escreve livros, não faz filmes nem peças de teatro. Raríssimos são os pronunciamentos da Ordem ao mundo dito profano e, quando tal ocorre, é por meio dos seus Grãos-Mestres, que são os únicos autorizados a interpretar e divulgar o pensamento da Maçonaria. Fraternais saudações.

K A T I A
24/11/06
Olá Nelio!
Muito gentil de sua parte se dispor a responder tantas questões de maneira tão educada e esclarecedora.
Sempre ouvi mil histórias/estórias sobre a Maçonaria, de modo que para mim é um assunto curioso.

1 - Você explicou mais de uma vez que o maçon deve ser financeiramente independente. Com isso, entendi que uma das coisas que sempre ouvi não tem sentido: "os homens resolvem fazer parte da maçonaria para fazer fortuna."
Mas disseram-me que quando um maçon morre, sua família continua sendo assistida, inclusive financeiramente, pela Maçonaria até que os filhos sejam adultos.

2 - Sei que você já explicou que o maçon pode se desligar a qualquer tempo da maçonaria, mas ouvi várias vezes que para o maçon se desligar precisa indicar um filho para participar em seu lugar e caso isso não ocorra ele não pode se desligar, pois se o fizer toda a família pode ser "penalizada".

Obrigada!

BessanT
24/11/06
Kátia, os maçons formam uma classe de pessoas que possuem algumas diferenças das outras. Uma dessas diferenças, e talvez a mais jocosa, digamos assim, é que nós pagamos prá trabalhar. Você já viu coisa igual ?
Em algumas "obediências" (Potências), como a que eu pertenço - Grande Oriente do Brasil - pagamos uma parcela mensal para um fundo, a que chamamos de Mútua. Quando morre um maçom titular da Mútua, a família recebe um peculio e um auxílio funeral. Quanto a outro tipo de auxílio, depende das possibilidades de cada Loja Maçônica.
Qualquer Maçom pode se desligar da Ordem, a qualquer momento e não há nenhuma outra exigência além de se desejar que o mesmo esteja em dia com suas obrigações financeiras para com sua Loja. Assim ele sairá de forma "regular". Caso saia com algum débito financeiro, sairá de maneira "irregular" e, se um dia, quiser voltar, deverá saldar suas pendências. Somente isso. Não há nada com relação aos filhos ou à familia.

BessanT

25/11/06
Suvaco, meu grande amigo, a Maçonaria é composta por três poderes distintos, independentes, e que atuam harmônicamente: Executivo, Judiciario e Legislativo. Notou a semelhança ? Pois é, a República adotou o mesmo sistema já pré-existente na Maçonaria.
Logo, esse seu amigo, faz parte do Poder Judiciário da Maçonaria. O modelo é idêntico ao que temos na justiça "profana".
Não existe uma hierárquia como vulgarmente a conhecemos. O Grão Mestre é o Presidente do Executivo; há o Presidente do Poder Judiciário e há o Presidente do Poder Legislativo.
Só um esclarecimento importante: todos esses cargos são exerecidos GRATUITAMENTE, havendo casos em que se gasta do próprio bolso com as despesas inerentes aos mesmos.
Quanto a dar, aqui, o nome do seu amigo, eu desaconselho, pois a ninguém, a não ser ao próprio, é dado o direito de dizer-se Maçom ! Abraços suvacais...

Roberto
26/11/06
Olá Nelio

Uma otima ideia esclarecer certos pontos sobre a maçonaria, grato pelas informações.


Minha questão: Você citou o fundador do Escotismo, Baden Powell como maçon, isso é algo provado?? Eu li em algum lugar sobre essa suspeita, mas ele foi descartada, não conseguiram provas das lojas maçonicas inglesas.

Sou escoteiro e li a respeito de uma possivel associação da maçonaria com o escotismo, você sabe algo a respeito disso? E o que acha dessa associação?

Desde já, agredeço.

Um abraço, sempre alerta para servir

BessanT
26/11/06
Roberto, Baden Powell foi, sim, maçon.
Não tenho em mãos os dados referentes a qual Loja ele pertenceu, mas tão logo consiga, posto para você.
Quanto a uma possivel associação da maçonaria com o escotismo, não tenho nenhuma informação a respeito, mas posso dizer que não seria improvável.
Dependeria muito de se saber qual tipo de associação foi referido. A Ordem mantém laços de amizade com diversas entidades do mundo dito profano, sempre com vistas a promover o homem. Se foi vista alguma possibilidade de tal ser feito em parceria com o Movimento Escoteiro, então sempre haveria a possibilidade de se fazer algo a respeito.
Sempre alerta, um fraterno abraço !

Leandro
27/11/06
Nélio,

Fiquei com uma dúvida básica agora, a pouco um texto num site de um bruxo (wiccan) que se declara Maçon e membro da A.'.A.'., isso me deixou confuso num ponto, um Wiccan acredita em mais de um Deus, ele se declara Wiccan e declara que acredita em um Deus e uma Deusa.

Faz parte dos landmarks que para ser maçon é necessário acreditar em um poder superior.

Qual é exatamente o texto do landmark? "um" poder superior significa quantidade? Ex, se você acreditar em "dois" poderes superiores ainda pode ser Maçon?

Obrigado

BessanT
27/11/06
Leandro, como você demonstra saber, para se pertencer a Ordem Maçônica, acreditar na existência de um Poder Criador, é condição "si ne qua no". Não importa para a Maçonaria, como você denomine tal "entidade", entranto, há que se ter nela, entidade, crença verdadeira.
Uma pessoa que diz acreditar em dois ou mais deuses, estaria em desacordo com nossos postulados. O landmark diz que é imprescindível a crença em Deus, não em deuses, logo...
Portanto, não creio que esta pessoa a qual você se refere, seja, realmente, Maçom. Pelo menos não deve pertencer ao que costumamos denominar como Maçonaria "regular". Mas, existem por aí, um sem número de organizações que se auto-intitulam "maçonaria" e que, verdadeiramente, não o são. Só se vier daí o "título" que a pessoa diz ostentar. Fraternais saudações.

Roberto
27/11/06
Nélio
Tenho acompanhado as postagens aqui. O termo maçon significa pedreiro(francês) e o lema também francês liberdade, igualdade e fraternidade, como então surgiu 1ª loja somente em Londres? -
A filosofia maçônica é a de erguer templos, isto é, combater os maus costumes, os vícios etc. Ok? - Como é que vemos em determinadas ordens maçÔnicas(Todas) homens casados, sustentando amantes, os conterrâneos sabem, mas nada fazem - PQ? Um amigo meu, maçon,em uma reunião de mestres se postou como ele diz"entre colunas" e alí disse a sua verdade, pois estava em adultério. Sabe o que aconteceu com ele? Afastamento da ordem por 25 anos, ele ficou mmuito irado, pois pensava que os "irmãos" iriam tmar outra decisão, e naquela oportunidade dedurou todos os amantes de plantão, inclusive os amantes das mulheres de alguns irmãos, que aproveitavam essas duas horas, que sempre se prolonga por causa do "ágape". Foi um rebu na cidade, pode crer. Porque não ajudam os irmãos que são alcoólatras, para deixem o vicio? Ou os fumantes para que deixem de fumar? -Não é uma discrepância entre o cultivar o combate aos vícios e nesses "ágapes" sempre ter a disposição bebidas alcoólicas? Em minha cidade os maçons dão mau exemplo, pois percebo que ela a ordem maçônica já não é a mesma de alguns aninhos atrás, pois fizeram dela um clube bem caro.
Abraços

BessanT
27/11/06
Roberto, o termo "maçon", do francês foi mais popularizado por aqui, mas há quem prefira o "free masson" - inglês. Questão de preferência, apenas.
A segunda parte da sua questão é mais complexa.
A filosofia maçônica (como eu a vejo) é de "crescimento individual". Entretanto, por estarmos agrupados em "lojas", tudo se torna coletivo. A Maçonaria patrocina campanhas anti-tabagistas, anti- alcoólicas, anti-drogas, etc. Quanto à questão do adultério, não compactuamos com ele. Preservamos a familia e combatemos a sua desagragação. O caso que você cita, de um amigo, é emblemático: a Loja agiu corretamente, a principio. E, se depois do fato, ocorreu uma devassa na Loja, foi para o bem da Ordem. Em nossos ágapes existe, sim o consumo de bebidas, entretanto, nada que ultrapasse o permitido pelo bom senso. Ninguém sai de lá bêbado ou carregado. E, se na sua cidade, maçons dão maus exwemplos, só posso lamentar por eles. Eles não aprenderam nada dentro dos nossos Templos. Ou seja, estão na Maçonaria, mas a Maçonaria não está neles. Concluíndo: a Ordem Maçônica é e continuará sendo a mesma, em que pese a existência desses maus exemplos que você citou. Fraterno abraço !

Roberto
29/11/06
Nelio
Obrigado - Oxalá, seja assim mesmo.


Abraços

BessanT
29/11/06
Roberto, disponha sempre !

Lindsay
02/12/06
Bessant porque a loja glorinha não e reconhecida?

Ana Claudia
03/12/06
As atividades dos graus mais elevados da Maçonaria não são do conhecimento dos iniciantes? Por que?

BessanT
03/12/06
Lindsay, eu não conheço nenhuma Loja Maçônica com o singelo nome de "glorinha". Entretanto, acreditando em você e acreditando que ela exista e não seja reconhecida, deve-se, tal fato, à "potência" a qual ela estaria filiada. A Potência Maçônica tem que ser reconhecida para que as Lojas a ela subordinadas, também o sejam. Abraços fraternos.

BessanT
03/12/06
Ana C, nós, ao nascermos, não sabemos andar, falar, nos alimentar, etc. Com a ajuda de nossos pais, vamos, paulatinamente, aprendendo tudo o que nos é necessário para a vida. Na Maçonaria, ocorre o mesmo. Quando lá somos iniciados, nada sabemos das coisas da Ordem. Os ensinamentos são gradativos (daí os "Graus" maçônicos). Tudo tem seu tempo certo... como diria a música. Não se "queimam" etapas. Aprende-se com o devido estudo, participação, freqüência, interesse... Não fosse assim, não seria Maçonaria. Fraterno abraço.

Ana Claudia
03/12/06
Os ensinamentos da Maçonaria tem algo a ver com os ensinamentos espíritas, ou se aproxima mais dos ensinamentos esotéricos (inclui-se aí ensinamentos provenientes de outros planetas).

Existe a comunicação espiritual, como no espiritismo?

BessanT
03/12/06
Ana C, os ensinamentos maçônicos não têm nenhuma conotação religiosa. São esotéricos e exotéricos. Nada de pseudos conhecimentos inter-galáticos ou algo semelhante. Pé no chão. Estudamos muito. Não temos poderes especiais ou extra-sensoriais. Não nos comunicamos espiritualmente. Não praticamos bruxaria. Não comemos criancinhas (rs). Não voamos. Não somos experts em telepatia, telecinesia, ou qualquer outra espécie de "tele". Enfim, somos "quase" normais. Digo "quase", pois, alguns Maçons, como eu, são corinthianos... Rs. Fraterno abraço !

Ana Claudia
03/12/06
Desculpe minha ignorância. Eu sinceramente achava que a Maçonaria tinha algo próximo ao Espiritismo, por isso fiz as perguntas anteriores. Não fiz nenhuma referência nem foi minha intenção fazer alguma quanto as criancinhas...

O que é estudado? A caminhada do homem pelos séculos e a história da humanidade? Existe algum aspecto religioso? Existe alguma referência com alguma religião (cristianismo, budismo, etc?)

BessanT
03/12/06
Ana C, os estudos maçônicos são referentes à filosofia maçônica. A cada grau alcançado pelo maçom, determinados temas são propostos para seu estudo. Não tratamos de religião em nossas Lojas, muito embora as estudemos.

Ana Claudia
03/12/06
Seria filosofia?

BessanT
03/12/06
Ana C, sim, temos estudos filosóficos, também.

Lindsay
03/12/06
Bessant, salve engano o que eu sei a Glorinha foi fundada em Manaus a mais de 20 anos por 7 veneráveis maçons, hoje ela e forte em Manaus, Brasília, Goiânia e no Triângulo Mineiro.
Abraços.

BessanT
03/12/06
Lindsay, se "Glorinha" é nome de uma Loja, ela não pode existir em várias cidades. Teria que se chamar Glorinha I, Glorinha II... e por aí vai. Reafirmo o que disse antes: se existe, não conheço. E, parece pertencer à movimentos que não são reconhecidos pela Maçonaria REGULAR.
Normalmente as Lojas posuem nomes diferentes de "Glorinha". A Loja a que eu pertenço, p.ex., chama-se Augusta e Respeitável Loja Simbólica "Harmonia e Trabalho" - no. 2663 - filiada ao Grande Oriente do Estado de São Paulo, e federada ao Grande Oriente do Brasil. Reconhecida como Maçonaria Regular.

Lindsay
03/12/06
Quais os rituais praticado pelo G.O.B?
Escoces?
Brasileiro aceito?
Adorinamita?
York?

Lindsay
03/12/06
Vc ja leu o livro carta a um maçon?
Bom como sobrinho queria saber? O maçon e uma pedra a ser lapidada o que constitui a basea da maçonaria. Porem qual vem primeiro: o ser humano, a familia, a instituição, a nação, os irmãos?
abreço.

BessanT
04/12/06
Lindsay, o Grande Oriente de Brasil - GOB, é uma Potência Maçônica. Ele, em si, não "pratica" nenhum rito. As Lojas a ele federadas, sim, trabalham em sete ritos diferentes, a saber: Escocês Antigo e Aceito, Adonhiramita, Moderno, Brasileiro, York, Schroerd... falta um que me foge à memória.

BessanT
04/12/06
Lindsay, eu não li o livro citado. Nós maçons, nos propomos a amar nosso Criador, a Pátria, a familia, nossos irmãos e a nós mesmos... não necessariamente nesta ordem.

Lindsay
04/12/06
Obrigado bessant

Ana Claudia
05/12/06
Se eu entrasse para a maçonaria, o que eu encontraria? O que seria aplicado como estudo? Até que grau pode ambicionar uma mulher? Por que essa distinção ainda é feita, em pleno século 21?

BessanT
05/12/06
Ana C, você disse bem: "SE" você entrasse...encontraria de tudo um pouco. Seria como um banquete posto, onde você degusta aquilo que gosta, e, talvez, um pouquinho do que não gosta.
Quanto à proibição de mulheres na Órdem, dê uma olhadinha nos tópicos anteriores. Já foi postada bastante coisa a respeito. Se não se der por satisfeita, torne a perguntar que tentarei responder, certo ? Abraço fraterno.

Fellipe_Suisso
08/12/06
oi amigo, o que vc me diz disso???
A Cultura do Medo. Os "IRMÃOS" das religiões e sociedades secretas são submetidos a juramentos amedrontadores e rituais opressores, levando-os a uma submissão total. Vejamos: No ritual e Instruções do Aprendiz Maçom do Rito Escocês Antigo e Aceito (São Paulo: Grande Oriente de São Paulo, 1984), Aslan, Ritual do Aprendiz –Maçom, pag 94-98 Lemos o Juramento: “Eu, fulano de tal, juro e prometo, de minha livre vontade, pela minha honra e pela minha fé, em presença do Supremo Arquiteto do Universo, que é Deus, e perante esta assembléia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar qualquer dos mistérios da maçonaria que me vão ser confiados (...) Se violar este juramento seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado e meu corpo enterrado nas águas do mar, onde o fluxo e refluxo me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrílego para com Deus e desonrado para com os homens. Assim seja."

Existe ainda o ritual onde uma espada é apontada para o peito do IRMÃO e uma bebida simbolizando o veneno é apresentada ao IRMÃO iniciante ou que muda de grau.

Fellipe_Suisso
08/12/06
Violência. Os MAÇONS ficam em volta do CAIXÃO DO FALECIDO, LEVAM O RAMO DE ACÁCIA ATÉ AO NARIZ E O LANÇAM SOBRE O CAIXÃO. Eles fazem isso exatamente como seus irmãos pagãos faziam nos tempos do Antigo Testamento, recebendo a condenação de Deus. Veja:

Está escrito - Ezequiel 8:16-18 “E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor, e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e eles adoravam o sol [obelisco] virados para o oriente. Então me disse: Vês isto, filho do homem? Há porventura coisa mais leviana para a casa de Judá, (Igreja de Jesus) do que tais abominações, que fazem aqui? (dentro do templo) HAVENDO ENCHIDO A TERRA DE VIOLÊNCIA, tornam a irritar-me; e ei-los a CHEGAR O RAMO (de acácia) AO SEU NARIZ. Por isso também eu os tratarei com furor; e o meu olho não poupará, nem terei piedade; ainda que me gritem aos ouvidos com grande voz, contudo não os ouvirei”.

Os ADORADORES DE BAAL atribuíam exatamente o mesmo significado de Vida Eterna ao ramo de acácia que os MAÇONS
o que me dis disso?

Fellipe_Suisso
08/12/06
o que a Maçonaria dis sobre JESUS CRISTO? ele é considerado o verdadeiro filho de Deus?
ou um simples homem? mentiroso?

e sobre Baphometh e Belzebuth?

BessanT
08/12/06
Fellipe Suisso, como você mesmo disse "Eu, fulano de tal, juro e prometo, de minha livre vontade, pela minha honra e pela minha fé, em presença do Supremo Arquiteto do Universo, que é Deus, e perante esta assembléia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar qualquer dos mistérios da maçonaria que me vão ser confiados (...) Se violar este juramento seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado e meu corpo enterrado nas águas do mar, onde o fluxo e refluxo me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrílego para com Deus e desonrado para com os homens. Assim seja."
Você acredita nisto aí acima ?
Digamos que fosse verdade.
Você acha que eu iria me arriscar ?
Não me é permitido discutir Ritualística fora de nossas Lojas e com pessoas que não sejam Irmãos Maçons. Fraterno abraço !

BessanT
08/12/06
Fellipe Suisso, os maçons cristãos, acreditam que Jesus é o Filho de Deus. Sobre Baphometh e Belzebuth, haveria necessidade de bastante espaço para conversarmos a respeito (sem chegar a uma só conclusão). Mas nada impede que você estude a respeito em fontes sérias. Abraço fraterno.

Fellipe_Suisso
08/12/06
Bessant
eu, e mais quem não é da maçonaria, somos conciderados "profanos"?

o que é um profano na linguagem maçonica?

Fellipe_Suisso
08/12/06
"Mas nada impede que você estude a respeito em fontes sérias."

por favor, aonde existem essas fontes sérias?

BessanT
08/12/06
Fellipe, o termo "profano", significa, literalmente, "aquele que está fora do Templo", ou seja, aquele que ainda não foi iniciado. Como o termo tem conotações e intrepretações pejorativas por parte de algumas pessoas, pessoalmente prefiro usar "não maçom". Fica menos, digamos, agressivo.

BessanT
08/12/06
Fellípe, existe uma vasta literatura à disposição daquele que se interessa em estudar a Maçonaria, mesmo não sendo, ainda, nela iniciado. Qualquer título que eu lhe sugerisse, seria mera opinião minha. Entretanto, procure por títulos de autoria de Rizzardo da Camino, José Castelani, Kurt Proeber, e você estará no bom caminho.

Alejandro
08/12/06
Olá, Bessant:
Conheço Maçons ateus. Como eles entraram?

BessanT
08/12/06
Alejandro, a principal condição para ser iniciado em uma Loja Regular, é a crença em um Ser Supremo. Logo, se vc conhece alguém que seja ateu e diga ser maçom, das duas, uma: ou ele não é ateu ou não é maçom ! Fraterno abraço !

Marisa
20/12/06
Relacionamento familiar
Minha filha, Liv, pede que faça uma pergunta, pois ela ainda não é membro da comunidade, está aguardando a permissão do Ponderador, tão ansiosamente, que me pediu para questionar, rsrs.

Seu namorado foi iniciado na maçonaria há 3 meses. Todas as sextas-feiras ele vai para a reunião maçônica. Terminada a reunião, os membros vão para o Ágape, do qual chega em casa lá pelas 2:00 ou 3:00 horas da manhã, e não pode dizer a ela o que aconteceu durante a reunião, nem mesmo o Ágape, em que há um tipo de jantar. Final das contas: acabou o namoro que já era quase um casamento. Se ele pode ter segredos com ela, abre o precedente de ela poder ter segredos com ele...
Grata pela gentileza, as demais perguntas ela mesmo fará.

Andrei
20/12/06
Uma pequena intromissão : para nós , a família vem sempre em primeiro lugar.Infelizmente , não parece que este era o pensamento de seu ex-futuro genro. No ágape , como a senhora mesmo disse , vai quem quer. Não faz parte de uma reunião maçônica. O que acontece dentro de uma loja não deve ser de domínio público ,mas pode ter certeza de que não é nada de mais. A curiosidade e a mente humana criam todo esse grande clima de mistério e conspiração. Já ouvi cada história....rs.

Liv
21/12/06
Qual é o tipo de relacionamento em que um dos dois vai fazer uma "coisa" secreta e (o) ou (a) companheira admite como "normal"...talves uma missão de espionagem ou coisa do tipo. O que pode ter isso não me bom!
Aliás se fosse bom seria dividido com todos, mas com todos mesmo!Independente de qualquer coisa PRINCIPALMENTE O SEXO!!!!

É inadmissível que hoje em dia exista essa exclusão das mulheres!!!!!
É tb inadmissível segredos entre casais!!!!

Liv
21/12/06
Sobre o Agape me parece que como o meu +ou- ex-namorado é aprendiz foi imposto. Ele diz que é obrigatório pq faz parte do "ritual" e, portanto como é que quem preza a família acha normal deixar a namorada, esposa, filhos, cachorro,piriquito em casa e chegar bem tarde da noite!E os maçons e esposas de maçons concordam com isso???!!!Que tipo de submissão é essa?????

suvaco da cobra
21/12/06
Passando para dar um abraço no amigo.
p.p

BessanT
21/12/06
Marisa, (desculpe pela demora), nossas reuniões tratam de assuntos que só são permitidos debater com outros iniciados. Entretanto, o ágape, nada mais é que um jantar - ou coisa parecida. Ali são tratados assuntos do mundo dito profano. nâo há motivo para que tais assuntos não sejam divididos com outras pessoas.

BessanT
21/12/06
Liv, o maçom, antes de ser iniciado, tem consultada sua esposa sobre a sua opinião quanto ao seu (dele)ingresso na Ordem. Caso ela seja contrária, o candidato NÃO entra. Uma vez que ela concorde, assume que ele irá participar de uma sociedade iniciática que possui alguns segredos. Portanto, nada é feito sem consentimento.

BessanT
21/12/06
Liv, converse melhor com seu namorado. O ágape NÃO é imposto. Participa quem quer, pois ele não faz parte de nenhum ritual. Aliás, na Maçonaria, NADA é obrigatório, antes, é consentido.

BessanT
21/12/06
Grande Suvaco (permita-me, mais uma vez a intimidade). Obrigado pela lembrança, brother. Receba um abração de minha parte !

BessanT
21/12/06
Andei, obrigado pela oportuna "intromissão". Valeu !

Marisa
22/12/06
Bessant
Obrigada pelas respostas. Você é muito gentil.

Tenho outra pergunta (não sei se já a fizeram, pois não li todas as postagens, pois já passam de 300).

O que significa "domar um bode?"

Andrei
22/12/06
Não adianta só domar , tem que dar milho pra ele também.kkk
Essa é uma das histórias...

BessanT
22/12/06
Marisa, não existe essa expressão, entretanto, como alguns maçons gostam de que os chamem de "bodes", digamos que "domar o bode" corresponda a trabalhar as imperfeições pessoais. Deve ser algo assim ! Fraterno abraço !

Ana Claudia
23/12/06
É verdade que se alguma pessoa que participe da maçonaria e ouse revear algum de seus segredos, sofre represálias (não vou citar o que dizem as lendas).
O que garantiu à maçonaria tantos séculos de silêncio sobre o conteúdo dos graus mais elevados em sua ordem?
É verdade que os graus mais elevados da maçonaria tem participação nos governos, ou apenas é coincidência os participantes estarem envolvidos na política?

BessanT
23/12/06
Ana Claudia, embora já tenha sido respondida, sua pergunta é pertinente. Mas a resposta é "não". Ninguém sofre qualquer tipo de represália por sair da Maçonaria. Diversos são os motivos que fazem com que alguns maçons saiam, e a vida continua para todos: os que sairam e os que ficaram.
A discrição é o maior dos trunfos que temos. Talvez, por isso, a Ordem siga existindo, apesar dos inúmeros ataques que sempre sofreu.
A Maçonaria, independente do grau dos seus membros, participa de forma ativa nos governos em todos os seus escalões. Não há nisso nenhuma coincidência, antes, é proposital. Caso a Maçonaria não estivesse presente, perderia um pouco de sua razão de ser: a participação na vida da Nação. Fraterno abraço.

Asmond
26/12/06
Nelio, saudações inverenciais, minha pergunta, fui convidado por um Bodi, a integrar a Ordem, apenas não revelei que sou um Anti-Cristo, creio em algo diferente, meu livro de conduta religiosa é outra Bíblia, deixei em aberto o convite, por não desejar constrange-lo, e nem ser constrangido, pela conversa que tivemos fui aprovado por ele, pois é meu amigo, e deseja muito que eu adentre esse caminho, uma de suas orientações foi a respeito de crer em um Ser Superior e Criador do Universo, como será feita essa indagação, sim eu creio mas não revelei em qual Ser, devo revelar a esse amigo minhas convicções religiosas e filosóficas? Como vc se sentiria colocando-se no lugar desse Irmão? E em meu lugar? Mesmo assim eu poderia ser aceito? Pedi um tempo para poder meditar e dar a resposta.

Asmond
26/12/06
Continuando
Desculpe-me pelas indagações, mas ainda continuo, como em afirmações anteriores, outros Livros ou Escrituras Sagradas são aceitas durante os juramentos, ou trabalhos, como o TORAH, a Bíblia Cristã, Livro de Mórmon, mas e a Bíblia Satânica, pode ser utilizada, sem constrangimento dos iIrmãos presentes?
Fico grato, Obrigadu.

BessanT
26/12/06
Asmond, nem sei se estou respondendo a uma pessoa real ou a um fake, mas... se você foi convidado, como diz, por um "Bodi, a integrar a Ordem", não pense duas vezes. Aceite ! Embora não conheça essa "ordem", deve ser interessante. O fato de você se auto-intitular como "Anti-Cristo", não deve ser obstáculo, considerando-se a ordem em que você pleiteia acesso. Não fique constrangido: entre lá mentindo e veja no que vai dar depois. Afinal, o que é a mentira para o Anti-Cristo ?

BessanT
26/12/06
Asmond, antes que eu me esqueça: se, algum dia você for convidado a fazer parte da Maçonaria (o que eu - opinião muito pessoal - não acredito que venha a acontecer), esqueça ! Lá não é o seu lugar. Você não acharia, lá, o que procura. Palavra de Maçom !
Asmond
28/12/06
Fico muito grato pela atenção, estranhei que sempre foi muito humilde e educado com quase todos Posts, julguei que seria entendido por utilizar-me de um fake, pois o assunto para mim é relativamente sério como respeitoso, assim me coloquei respeitando Vossa pessoa como a Maçonaria, espero que me entenda, como procuro entender a Loja, a falta de conhecimento como me referir a Maçonaria ou a Ordem ou a Loja, por minha parte é enorme, perante vosso vasto conhecimento. Desculpe-me novamente o que escrevi sobre minha pessoa, é totalmente verídico, sei que se torna difícil compreenção para certas pessoas. Por isso minha indagação neste tópico, julguei erroneamente pensei que poderia receber a orientação necessária, vou procurar meu amigo, seu irmão, e sentir se devo ou não abrir o jogo, pois com vossa palavra de maçom, que mais julgou do que ajudou, ainda não atingi meu objetivo.
Obrigado Saudações.

BessanT
28/12/06
Asmond, você está enganado quanto às suas conclusões. Não fiz um julgamento de suas pretensões, apenas, após visitar seu perfil e perceber qual o caminho que trilhas, pude concluir, sem julgá-lo, que a Maçonaria não trará nenhum a satisfação a você. Por isso disse que lá não é o seu lugar, e, suas próprias declarações atestam o que estou lhe dizendo. Quanto ao fato de você utilizar um "fake" para postar, sinceramente, não encontro justificativas, afinal, na Maçonaria não entram "fakes". Um último detalhe: eu não sou possuidor de TODO esse conhecimento que você julga que eu tenha. Apenas sei o necessário que o meu Grau me concede. Nem mais... nem menos. Fraterno abraço.

Lindsay
29/12/06
Bessant qual é o seu grau?
Abraços.

BessanT
29/12/06
Lindsay, sou Mestre Maçom !

Lindsay
29/12/06
Bessat porque a maçonaria de hoje não atua como antigamente?

Lindsay
29/12/06
Bessant a afirmação não e minha e sim ela não atua como antigamente como no Imperio ( Barão de Maua).

BessanT
29/12/06
Lindsay, a afirmação é sua, mas não corresponde à verdade. A Maçonaria atua, sim. Como ela não faz alarde de suas obras, somente a história futura, contará o que a Maçonaria de hoje faz. Mas posso lhe assegurar que a Ordem está muito presente na vida, no dia-a-dia da Nação.

Lindsay
29/12/06
Como sobrinho eu sei disso, mas a historia não sabe..... pois o que esta fazendo a maçonaria a respeito da amazonas?

BessanT
29/12/06
Lindsay, há cerca de três semanas, a Maçonaria do Vale do Paraíba promoveu uma palestra nas dependências do CTA, em S José dos Campos- SP, com a presença do Exmo Gen Div Ex-Comandante da Região Militar da Amazônia, a título de esclarecimentos e posicionamentos referentes a questão por você levantada. Desnecessário dizer que o auditório do CTA foi pequeno para comportar os interessados... Por aí você pode ver que estamos, sim, atuando. É só uma "pontinha do iceberg".

Lindsay
29/12/06
Bessant gostei da resposta que vc me dirigiu, gostei tb isso e so uma ponta do iceberg.... tem muitas coisas a ser trabalhada nesse nosso grande Brasil.
Abraços fraternais.

Edson
30/12/06
Bessant
Como eu li no inicio, qualquer um que acreditar num ser superior pode ser Maçon, por acaso existem Maçons Mulçulmanos? Pois eles acreditam em um ser superior, Alá!

BessanT
30/12/06
Edson, sim, um muçulmano pode ser maçom. Mas a "coisa" não é bem como você afirma: "...qualquer um que acreditar num ser superior pode ser Maçon...". A premissa é que, para ser iniciado na Maçonaria É PRECISO que se acredite num Ser Supremo, num Criador, qualquer que seja o nome que se lhe dê. Fraterno abraço.

Laerte
30/12/06
Bessant
Pode comentar a frase "Uma vez Maçon, sempre Maçon"?

Grato

BessanT
0/12/06
Laerte, posso sim, com prazer ! Uma vez padre, sempre padre. O padre que consegue permissão do Vaticano para se casar, não deixa de ser padre por ter-se casado. Apenas, perde algumas prerrogativas inerentes ao sacerdócio. Com o Maçom que se afasta da Ordem, ocorre exatamente a mesma coisa: ele permanece sendo Maçom, mas perde alguns direitos que só são reconhecidos nos Maçons Ativos. Talvez a maior diferença entre os dois casos que citei, seja a de que, ao Maçom (cumpridas algumas exigências legais) é permitido retornar ao seio da Ordem, se ele assim o desejar. Quanto ao padre, não tenho certeza se pode (acho, até que não pode). Abraço fraterno.
Patrícia
30/12/06
Conheci um maçom que para cada dia da semana usava uma cor de roupa... existe essa orientação?

Se vc não pertence ao grau máximo, existem portanto "segredos" que vc ainda não sabe, correto? Por isso, como pode dizer com tanta veemência que são lendas algumas das afirmativas de pessoas que eram maçons e hj estão fora da maçonaria?

Entendo que a maçonaria não é uma religião, mas existem ritos esotéricos?

BessanT
30/12/06
Patricia, não existe nenhuma orientação quanto ao tipo, cor, modelo de roupa que um maçom deve usar. As exigências se resumem apenas ao traje que se usa durante nossas reuniões, nada mais.
Quando foi que eu disse que pertenço ou não ao grau máximo da Ordem ? Tudo que eu disse, reafirmo e confirmo.
Nossos ritos são esotéricos, exotéricos e algo mais. Fraterno abraço.

Patrícia
31/12/06
Luciano, sinto desapontá-lo, entretanto muito pouco ou quase nada posso expor sobre o número 33. Posso, apenas, dizer que se trata do número atribuído ao último dos graus maçônicos. É o ápice da pirâmide para um Maçom. Teoricamente, aquele que lá chegou, teve a oportunidade de ver descortinado ante seus olhos, todos os segredos da Ordem. Como eu devo receber o Grau XXII em dezembro, resta-me, ainda, algum caminho a ser percorido. Espero chegar lá em alguns anos.

Foi aqui que eu li... aliás, li tudo bem direitinho... mas se não quiser responder, tudo bem!

Patrícia
31/12/06
Queria saber também qual a sua religião, se vc é praticante e, se for, se seu superior religioso sabe que vc é maçom.

Obrigada pelas respostas.
Fraterno abraço pra vc tb!

BessanT
31/12/06
Patrícia, eu não tenho preferência por nenhuma religião.
Simpatizo com os princípios do Espiritismo, leio a respeito, mas não pratico nenhum credo.
Creio, apenas, na existência de um Poder Supremo, Criador, nada mais.
Quanto aos graus, Patrícia, realmente ainda não cheguei ao cume da pirâmide, entretanto, posso lhe dizer o seguinte: ao Mestre Maçom (Grau 3) é conferida a plenitude dos conhecimentos maçônicos. Os demais graus são como, digamos, um Mestrado ou um Doutorado. Não existem mais segredos a serem revelados, a não ser as formas de reconhecimento nos respectivos graus. Portanto, ainda que teoricamente, todo Mestre Maçom deve ter pleno conhecimento da Arte Real. Fraternas saudações.

Asmond
31/12/06
Olá, novamente, novo questionamento, ao Maçom!
O quem vem a ser morte, existem anjos e demônios?
O que vem ser a vida e a existência?
Obrigado e saudações!

Patrícia
31/12/06
[purle] Olá! Voltei... obrigada pelas respostas e tenho apenas mais uma questão... se puder esclarecê-la...

Fiquei incomodada com a referência que fazem aos não-maçônicos como profanos. Eu li que, para vocês, significa estar fora do Templo. Certo! Mas sendo a palavra profano, segundo o dicionário, designada para "não religiosos, não sagrados, seculares etc." Como pode a maçonaria, sendo uma organização não-religiosa, designar aqueles que não fazem parte da sua Ordem como "profanos". Se nós somos profanos, logo, os maçons são sagrados (eu entendi assim). Ao invés de uma organização não-religiosa, não seria a maçonaria uma organização ecumênica? Tem uma diferença... E por esta razão, não aceitar ateus?

BessanT
31/12/06
Asmond, estes tópicos que você aborda não são alvos específicos de estudos maçônicos. São questão de foro íntimo de cada membro e não da Sociedade Maçônica como um todo. Ou seja, cada um tem, de acordo com sua crença, um entendimento particular sobre tais questões. Fraterno abraço.

BessanT
31/12/06
Patrícia, você tem alguma razão quando se sente incomodada com o tratamento que a Maçonaria outorga a quem a ela não pertence como membro.
Permita-me confessar que, eu também.
Embora entenda o motivo do uso do termo "profano" e não veja nele conotação pejorativa, prefiro fazer uso de "não-maçom" ou "não iniciado" para designar os ditos "profanos".

Laerte
31/12/06
Bessant
Você pode declarar quando foi iniciado, qual potência Maçônica a que pertence e se ocupa ou ocupou algum cargo em Loja?

Asmond
31/12/06
Qual o Sistema e Método Iniciático que passaste, Thelêmico ou é Osiriano? Pois os questionamentos são diretos e não sistêmicos, falando de Landmarks!
Ser maçom é levar para o terreno prático, aquele formosíssimo preceito de todos os lugares e todos os séculos, que diz com infinita ternura aos homens de todas as raças, desde o alto de uma cruz e com os braços abertos ao mundo: "Amai – vos uns aos outros, formai uma só família, sedes irmãos".
Ser maçom é pregar a tolerância; praticar a caridade sem distinção de raças, crenças ou opiniões, é lutar contra a hipocrisia e o fanatismo.
Ser maçom é viver para a realização da Paz Universal, tendo pelos vivos o mesmo respeito que se dedicam aos mortos.
Se o senhor não reúne estas condições, afaste – se da Maçonaria.
Ou apenas escreves, utiliza-se de Pins e Botons?
A paciência é a maior virtude fraterna de um Grande Irmão.
No "Droit Humain" que é uma obediencia que não impõe um dogma, todas as religiões são aceitas e no lugar da Biblia, existe um grande livro com paginas em branco onde cada um pode visualizar o seu livro sagrado.
O que achas da descrição acima? Tens Haver com questionamentos anteriores?
Fraternais Saudações.

BessanT
31/12/06
Laerte, embora não alcance o porquê de sua pergunta, mesmo assim respondê-la. Pertenço ao Grande Oriente do Brasil, célula máter da Maçonaria Brasileira.
Faço parte do quadro de obreiros da ARLS "Harmonia e Trabalho" - no. 2663, onde, após passar por todos os cargos, inclusive tendo a suprema honra de exercer o Veneralato da mesma por dois anos, hoje, ocupo, com pouquíssimo brilho, a função de Mestre de Cerimônias. Pertenço, ainda, aos Quadros das seguintes Lojas: ARLPerfeição "Integração Valeparaibana",
Sublime Capítulo Rosa Cruz "Perseverança e Amor",
Sublime Capítulo de Cavaleiros Noaquitas "Honra e Virtude" e Ilustre Conselho Filosófico de Cavaleiros Kadosch 03-C, todas do Rito Adonhiramita.
Espero ter satisfeito sua curiosidade. Fraterno abraço.

BessanT
31/12/06
Asmond, muito a contra-gosto, declinei na resposta acima, o meu mísero curriculum maçônico, o que, talvez, responda, em parte, às suas dúvidas.

Palavras suas:
"Se o senhor não reúne estas condições, afaste – se da Maçonaria.
Ou apenas escreves, utiliza-se de Pins e Botons?
A paciência é a maior virtude fraterna de um Grande Irmão."

Quem você se julga ser para me dar conselhos ou sugestões ? Durante alguns meses, venho dedicando parte do meu tempo na Internet, a esclarecer - sempre na medida do possivel - pessoas com dúvidas concretas sobre a Ordem Maçônica.
Isto é um saudável exercício de paciência, qualidade que aprendi a cultivar dentro da Maçonaria.
Aí me vem você - oculto por um fake - com dúvidas existenciais a querer me questionar e colocar contra a parede !!!
Ora, meu amigo, tenha você a santa paciência, pois, até a minha tem lá seu limite.
Agradeço sua participação mas peço que tente, de outra forma, resolver seus conflitos íntimos, meu caro.
Fraterna saudação !

Asmond
31/12/06
Fraternas saudações, sem conflitos, mui humildemente. Feliz 2007!!!

Patrícia
1 Jan
Não me sinto ofendida com o termo "profano", acho que é uma designação como qualquer outra. Apenas a minha dúvida é com relação a um termo que tem conotação religiosa sendo usado por uma organização que se diz não-religiosa (como foi dito aqui). Para existir o profano é preciso existir o sagrado, então vou repetir a pergunta:

Seria a maçonaria uma organização ecumênica, ao invés de não-religiosa, e por esse motivo não aceitar a participação de ateus?

Obrigada!

BessanT
1 Jan
Patricia, de uma certa forma, sim, a Maçonaria é ecumênica, uma vez que não cuida de saber qual a religião ou credo dos seus membros. Entretanto, está longe de ser religiosa. Mas este "ecumenismo" nada tem a ver com a não aceitação de ateus. Este posicionamento é um postulado das tradições maçônicas (Landmarks).
PS: o simples fato de tratarmos o não-iniciado por "profano" (que, como você mesma conluiu, é, apenas, um termo como outro qualquer), não não confere, de forma alguma, o título de "sagrado". Longe disso, somos tão iguais como todos os que habitam a face do planeta.

Patrícia
1 Jan
Sem mais perguntas... rsrsrsrs
Obrigada!

☆ஜ☆ João
25 Jan
Tio!!
Sou DeMolay e estou com algumas dúvidas com o templo maçônico...
Gostaria de saber sobre toda a simbologia que envolve a criação de um templo e os significados das mesmas!!!
Gostaria de te parabenizar pelo grande trabalho de responder a todas as questões deste tópico com toda a humildade e seriedade!!!
Grato!!

2 comentários:

Machado disse...

Embora não sendo maçon, achei admirável a forma com que BessanT respondeu a todos, sempre e irremediavelmente sempre, com educação e respeito as opiniões contrárias as suas convicções maçônicas, bem como suas respostas aos que elaboraram perguntas cujo objetivo foram apenas de melhor compreender a Maçonaria como um todo.
BessanT monstrou com sua postura, que tem o dom de transformar a agressividade de um interlocutar, em verbalização, desarmando assim qualquer possibilidade a quem lhe dirigiu perguntas nitidamente instigantes, respondendo com polidez e bom senso. Todos que a ele se dirigiram, obtiveram resposta. Concordemos ou não com suas convicções, o certo é que o alto nível com que ele tratou a todos, só enobrece a Maçonaria, cujo papel dentro da história da humanidade, foi a de contribuir para o progresso moral e espiritual do homem, sem impor a quem quer que seja qualquer doutrina religiosa.
Parabéns BessanT!
Gostaria muito de ter seu endereço de email para podermos nos conhecer melhor. Caso isto seja possível, indique-me a melhor maneira de trocarmos nossos endereços eletrônicos.
Atenciosamente
Paulo Machado

Anônimo disse...

Sr. Nélio Besant: Parabens pelo seu paciente trabalho respondendo a tão insistentes perfuntas, especialmente com referencia a Mulher na Maçonaria. Não é facil, não é mesmo? Quero dizer-lhe que os Landmarks não foram compilados fielmentes das "Old Charges", e sim muito modificados,vários, inclusive o 3 ou 18, não são verdadeiros, foram criados em 1717, portanto não tem o principio daimemoriabilidade.Não há que se falar em antigos costumes,A mulher sempre esteve presente na maçonaria desde os Antigos Mistérios. Foi-lhe tirados esse direito naquela época . E mesmo os landmarks de Anderson já foram modificados. basta um pouco de atenção. Nely